Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9991
Title: Programa Aqui tem Farmácia Popular : Avaliação da Utilização e Acesso pela Comunidade de Brasília Teimosa
Authors: Gonçalves, Aline Vanessa Ferreira Pinheiro
Keywords: Programa Aqui tem Farmácia Popular;Brasília Teimosa;DCNT;Diabetes.;Hipertensão Arterial Sistêmica
Issue Date: 6-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GONÇALVES, Aline Vanessa Ferreira Pinheiro. Programa Aqui tem Farmácia Popular : Avaliação da Utilização e Acesso pela Comunidade de Brasília Teimosa. 2019. 29f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O objetivo desse trabalho foi avaliar o uso do programa “Aqui tem farmácia popular “ na comunidade de Brasília Teimosa que é acompanhado pelo Estágio Farmacêutico III do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Foram avaliadas 59 pessoas entre 51 e 91 anos. Para analisar o uso do programa “Aqui tem Farmácia popular” foram acompanhadas as variáveis escolaridade, fator socioeconômico, renda familiar em salários mínimos, além de idade, sexo, situação conjugal. Dos entrevistados, 48 (81,35%) eram do sexo feminino e a média da população foi de 71,4 anos, com faixa etária predominante entre 63 à 79 anos (27 pessoas) (45,76%) e apenas 21 pessoas tem companheiro (35,59%). O nível de escolaridade predominante foi o fundamental 43(72,88%), a renda familiar em salários mínimos de 1à 2 (50,85%), a média da comunidade é 1,94 salário mínimo. Com relação ás DCNT que acometem as pessoas da comunidade tem 11 (18,64%) com HAS, DM e Dislipidemia, e os medicamentos mais utilizados do programa são para: diabetes 49 (16,55%), hipertensão 106 (35,81%) e dislipidemia 33 (11,15%). Os 59 participantes da pesquisa dizem conhecer o programa “Aqui tem Farmácia Popular” e 46 (77,97%) informam utilizar o programa, e os que não utilizam alegam que pegam na Unidade Básica de Saúde, ou, compram, ou tem dificuldade com a receita, ou sua medicação não faz parte do programa. Apesar da comunidade conhecer o programa “Aqui tem Farmácia Popular” e grande parte utilizar, muito ainda pode ser feito como divulgar mais o programa para os prescritores , e para os usuários para que assim o tratamento não sofra descontinuidade, evitando agravamentos das doenças.
Abstract: The purpose of this paper is to evaluate the use of the program “Aqui tem Farmácia Popular” in the community of Brasília Teimosa, who is accompanied by stage III in the Pharmacy course at the Federal University of Rio Grande do Norte. This study was conducted in Brasilia Teimosa in Natal, RN, 59 people between 51 and 91 years were evaluated as variables education, socioeconomic factor, family income in minimum wages. Demographic variables such as age, gender, marital status. To analyze the use of the program Here has Popular Pharmacy. Of the respondents, 48 (81.35%) were female and the average population was 71.4 years, with a predominant age group from 63 to 79 years old with 27 people (45.76%) and only 21 people have a partner ( 35.59%). The predominant level of education was primary school 43 (72.88%), family income in minimum wages of 1 to 2 (50.85%), the community average is 1.94 minimum wage. Regarding NCDs that affect people in the community, we have 11 (18.64%) with hypertension, diabetes mellitus and dyslipidemia, and the most used drugs in the program are: diabetes 49 (16.55%), hypertension 106 (35.81%), dyslipidemia 33 (11.15%). The 59 survey participants say they know the program “Aqui tem Farmácia Popular” and 46 (77.97%) report using the program, those who do not use claim that take the health clinic, or buy, or have difficulty with the prescription, or Your medication is not part of the program. Although the community knows the program “Aqui tem Farmácia Popular” and much to use, much can still be done how to disclose the program more to prescribers, and users so that the treatment does not suffer discontinuity, avoiding aggravation of diseases.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9991
Other Identifiers: 20155135310
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PROGRAMAAQUITEMFARMÁCIAPOPULAR_GONÇALVES_2019.pdfTexto Completo932.11 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.