Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9966
Title: Caracterização Vascular de Indivíduos com Lipodistrofia Generalizada Congênita
Authors: Bezerra, Bruno Carneiro
Keywords: Lipodistrofia Generalizada Congênita;Doenças Cardiovasculares
Issue Date: 31-Oct-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BEZERRA, Bruno Carneiro. Caracterização vascular de indivíduos com Lipodistrofia Generalizada congênita. 2019. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, RN, 2019.
Portuguese Abstract: Objetivo: Avaliar e caracterizar vascularmente sujeitos com LGC e comparar com indivíduos sem a síndrome. Métodos: Trata-se de um estudo transversal de análise quantitativa, onde avaliou-se alterações vasculares em um grupo experimental (GE) portadores da LGC (n=12) e um grupo controle (GC) (n=12). As coletas de dados foram realizadas através do Índice Tornozelo-Braquial (ITB), das classificações CEAP e Fontaine, e do Teste de Caminhada de 6 minutos (TC6’). Resultados: O GE possuía média de idade de 28 ± 7,81 anos enquanto que o GC obteve média de 27,58 ± 7,66 anos. A obstrução arterial periférica, avaliada através do ITB em todos os indivíduos participantes, evidenciou no membro inferior direito (ITBD) o valor de 1,059 ± 0,1011 no GE, enquanto que no GC obteve-se a 0média de 0,9808 ± 0,1184 (p = 0,09). Já no membro inferior esquerdo (ITBE), o GE teve uma média de 1,097 ± 0,1912, enquanto que o GC apresentou média de 1,012 ± 0,1131 (p = 0,19), sem diferença estatística (p<0,05). No TC6’, observou-se que os participantes do grupo GE tiveram uma distância percorrida, em metros, com média de 435,1 ± 85,78m, enquanto que no GC obtiveram 515,2 ± 68,48m (p = 0,3). Na distância predita, o GS obteve média de 600,8 ± 32,37m e o GC 592 ± 33,22m (p = 0, 009), evidenciando diferença estatística. Conclusão: Não foram encontradas diferenças nos valores obtidos no ITB, entretanto, indivíduos com a síndrome evidenciaram possuir alterações venosas e capacidade física inferior quando comparados a indivíduos sem a síndrome.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9966
Other Identifiers: 2015094277
Appears in Collections:FACISA - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Caracterizacaovascular_Bezerra_2019.pdf852,28 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.