Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9941
Title: Caracterização da transição alimentar e técnicas usadas para alimentação de recém-nascidos pré-termo com displasia broncopulmonar
Other Titles: Characterization of feeding transition and the techniques used on premature with bronchopulmonary dysplasia.
Authors: Gomes, Maria Teresa Bezerra
Keywords: Displasia broncopulmonar; Recém-Nascido Prematuro; Aleitamento Materno; Suporte ventilatório interativo; Comportamento Alimentar.;Bronchopulmonary Dysplasia; Premature; Breast Feeding; Interactive Ventilatory Support; Feeding Behavior.
Issue Date: 29-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GOMES, Maria Teresa Bezerra. Caracterização da transição alimentar e técnicas usadas para alimentação de recém-nascidos pré-termo com displasia broncopulmonar. 2019. 38f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fonoaudiologia) - Departamento de Fonoaudiologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Objetivo: Caracterizar a transição alimentar e verificar as técnicas utilizadas durante a transição de prematuros com diagnóstico de displasia broncopulmonar. Método: Estudo longitudinal e retrospectivo realizado através da revisão de prontuários. Foram coletados dados referentes a idade gestacional e peso ao nascimento, na liberação da via oral, na via oral plena e na alta. Apgar, sexo, tempo de suporte ventilatório, técnicas usadas na alimentação, tempo de transição para via oral e situação alimentar na alta. Resultados: Observou-se que 72,2% da amostra apresentava idade gestacional <28 semanas e 83,3% peso < 1.000g. Os extremos baixos peso transicionaram em menos dias em comparação ao muito baixo peso. Não houve relação estatisticamente significativa na influência do tempo de suporte ventilatório em relação ao tempo de transição para via oral. O uso do copinho foi a técnica mais utilizada para auxiliar na transição. A maioria da amostra saiu em aleitamento materno exclusivo. Conclusão: O recém-nascido pré-termo que desenvolve a displasia broncopulmonar necessita de mais dias para realizar a transição alimentar. A técnica de transição alimentar mais utilizada na rotina foi o copinho, seguido da sonda dedo e translactação. Na alta hospitalar, a maioria dos recém-nascidos pré-termo, mesmo com diagnóstico de displasia broncopulmonar, saíram em aleitamento materno exclusivo.
Abstract: Objective: To characterize the feeding transition and to verify the techniques used during the transition of preterm infants diagnosed with bronchopulmonary dysplasia. Method: Longitudinal and retrospective study conducted through the review of medical records. Data were collected for gestational age and birth weight at oral release, full oral route and at discharge. Apgar score, gender, ventilatory support time, feeding techniques, oral transition time and eating status at discharge. Results: It was observed that 72.2% of the sample had gestational age <28 weeks and 83.3% weight <1,000g. Low weight extremes transitioned in less days compared to very low weight. There was no statistically significant relationship on the influence of ventilatory support time on oral transition time. The use of the cup was a technique most used for auxiliary transition. Most of the sample was exclusively breast-feeding. Conclusion: Preterm infants who develop Bronchopulmonary Dysplasia require more days to complete the feeding transition. The most commonly used food transition technique was transition cup, followed by the finger probe and translatation. At hospital discharge, most preterm infants, even with a diagnosis of bronchopulmonary dysplasia, were exclusively breastfed.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9941
Other Identifiers: 20160139464
Appears in Collections:Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Caracterizaçãodatransiçãoalimentaretécnicas_GOMES_2019
Restricted Access Until 2021-07-30
Este trabalho de conclusão de curso foi formatado como artigo científico e será submetido para análise da Revista RBSMI (Revista Brasileira de saúde materno infantil). Portanto solicitamos a divulgação do mesmo apenas após publicação na referida revista.
Texto Completo3.65 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.