Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9929
Title: Disclosure ambiental no setor de utilidade pública da B3: uma análise dos fatores explicativos.
Authors: Nascimento, Priscylla Gomes do
Keywords: Disclosure ambiental. Teoria da legitimidade. Empresas de utilidade pública.
Issue Date: 29-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: NASCIMENTO, Priscylla Gomes do. Disclosure ambiental no setor de utilidade pública da B3: uma análise dos fatores explicativos. 2019. 43f. Monografia (Graduação em Ciências Contábeis) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Departamento de Ciências Contábeis, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A presente pesquisa tem como objetivo investigar quais fatores explicam o disclosure ambiental obrigatório das empresas listadas na B3 no setor de utilidade pública a luz do CPC 25. Para isto, através de uma análise de conteúdo, foram utilizadas as Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFPs) referentes ao exercício de 2018. A amostra da pesquisa é formada pelas cias. abertas pertencentes ao setor de utilidade pública com ações negociadas na B3 e, conforme a Lei n° 10.165/2000 realizam atividades de médio e alto impacto ambiental. Fundamentado na teoria da legitimidade e nos estudos anteriores, foi avaliado o cumprimento do preconizado pelo CPC 25 através de checklist desenvolvido. Foram verificadas a possível influência de sete variáveis distintas no nível de divulgação ambiental. Por meio de regressão pelo método dos mínimos quadrados ordinários, apenas a divulgação de relatórios de sustentabilidade mostrou-se significante. Já pelo modelo tobit, as variáveis rentabilidade, endividamento, liquidez corrente e auditoria mostraram-se significantes, entretanto, apenas a variável auditoria apresentou coeficiente positivo. Esta pesquisa visa somar a literatura preexistente, contribuindo para a ampliação dos conhecimentos que permeiam a divulgação ambiental.
Abstract: This research aims to investigate which factors explain the mandatory environmental disclosure of companies listed in B3 in utilities sector in light of the CPC 25. For this, through a content analysis, we used the Standardized Financial Statements (DFPs) for 2018. The research sample is made up of publicly traded companies belonging to the utilities sector with shares traded in B3 and, according to Law No. 10.165 / 2000 carry out medium and high environmental impact activities. Based on the theory of legitimacy and previous studies, compliance with CPC 25 was evaluated through a checklist developed. The possible influence of seven distinct variables on the level of environmental disclosure was verified. By regression using the ordinary least squares method, only the disclosure of sustainability reports was significant. By the tobit model, the variables profitability, indebtedness, current liquidity and audit were significant, however, only the audit variable presented positive coefficient. This research aims to add the existing literature, contributing to the expansion of the knowledge that permeate the environmental disclosure.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9929
Other Identifiers: 2014077262
Appears in Collections:Ciências Contábeis

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DisclosureAmbiental_Nascimento_2019320.85 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.