Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9901
Title: Crianças com Síndrome Congênita do Zika (SCZ): problemas nas funções corporais segundo a percepção dos pais
Authors: Irineu, Roberta Maryana Maia
Keywords: Zika vírus. Microcefalia. CIF.;Zika virus. Microcephaly. CIF.
Issue Date: 29-Oct-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: IRINEU, Roberta Maryana Maia. Crianças com Síndrome Congênita do Zika (SCZ): problemas nas funções corporais segundo a percepção dos pais. 2019. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, RN, 2019.
Portuguese Abstract: No ano de 2015 uma grande incidência de casos de infecção associados ao Zika vírus, ocorreu no Brasil. A microcefalia é a principal característica clínica da manifestação do zika vírus em recém-nascidos, juntamente com outras manifestações sugere-se uma nova condição de saúde: a Síndrome Congênita do Zika (SCZ). O objetivo do estudo é com base no modelo da CIF, conhecer a percepção dos pais quanto aos problemas nas funções corporais de seus filhos com SCZ. Pesquisa de abordagem qualitativa, de caráter transversal, utilizando o método de grupos focais, com um total de 32 pais e/ou cuidadores de crianças com SCZ, para condução do grupo foi utilizado um roteiro de perguntas que envolviam o domínio da CIF de Funções do corpo. As crianças que participaram do estudo tinham idades entre 2 e 3 anos, totalizando 56,3% da amostra, 59,4% eram do gênero masculino, 12,5% frequentavam a escola e todas realizavam tratamento de reabilitação. Na percepção dos pais sobre problemas nas funções do corpo a maior predominância foi com as funções relacionadas com o padrão de marcha com 62,5% (n= 15), enquanto o menos citado pelos pais foram as funções emocionais, 4,1% (n= 01). Diante dos dados coletados percebe-se a grande preocupação dos pais com o andar das crianças, sem o entendimento que tão importante quanto a mobilidade, seja ela independente ou pelo uso de dispositivos auxiliares de marcha, é a participação das mesmas e sua inserção e interação no meio social onde estão inseridas.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9901
Other Identifiers: 2015033923
Appears in Collections:FACISA - Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CriançascomSíndromeCongênita_Irineu_2019.pdf880,66 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons