Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9761
Title: Prevalência de HIV em doadores de sangue da hemorrede do Estado do Rio Grande do Norte
Authors: Silva, Graziele Domingos
Keywords: HIV;Doadores inaptos;Prevalência;Unidades hemoterápicas
Issue Date: 19-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Graziele Domingos. Prevalência de HIV em doadores de sangue da hemorrede do Estado do Rio Grande do Norte. 2019. 44 f. Monografia (Graduação em Biomedicina) – Centro de Biociências. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2019.
Portuguese Abstract: Desde o surgimento da AIDS no início da década de 80, a transfusão sanguínea e de hemoderivados passou a ser uma importante via de transmissão do HIV. Para minimizar esse risco, tornou-se obrigatória a realização de testes de triagem laboratorial na rotina diária dos bancos de sangue para assegurar a exclusão de doadores positivos para o vírus. O objetivo desse estudo foi determinar a prevalência dos vírus HIV1/2 em doadores de sangue e hemoderivados atendidos na hemorrede do Estado do Rio Grande do Norte e caracterizá-los quanto ao gênero e idade. Para isso, realizou-se um estudo retrospectivo abrangendo o período de janeiro de 2013 a dezembro 2018, cujos dados avaliados foram obtidos a partir do site da Secretaria de Saúde através de boletins epidemiológicos elaborados pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hemocentro Dalton Cunha, Natal – RN. Constatou-se que de um total de 342.754 candidatos a doadores de sangue, 591 (0,17%), foram considerados inaptos a fazerem a doação de sangue, por apresentar sorologia reagente para HIV1 e ou HIV2. O maior número de casos de positividade ocorreu no ano de 2013, com 189 indivíduos considerados inaptos. No período estudado verificou-se uma queda de 61,3% na taxa de prevalência de positividade para esses vírus, quando comparado o ano de 2013 com 2018. A maioria dos indivíduos reagentes foi do sexo masculino (77,6%). Quanto à faixa etária, a maior prevalência da infecção se deu em indivíduos jovens, com idade entre 21 a 30 anos. O estudo revela uma baixa prevalência de indivíduos positivos para HIV entre os candidatos a doadores de sangue da Hemorrede, contudo é importante analisar melhor as características epidemiológicas desses candidatos à doação.
Abstract: Since the emeregency of AIDS in the early 1980s, blood and blood product transfusion has become an important route of HIV transmission. To minimize this risk, laboratory screening testing has been mandatory in the daily routine of blood banks to ensure the exclusion of virus-positive donors. The objective of this study was to determine the prevalence of HIV1 / 2 viruses in blood donors and blood products treated in the state of Rio Grande do Norte, characterizing them according to gender and age. To achieve this, a retrospective study was carried out covering the period from January 2013 to December 2018, whose evaluated data were obtained from the Health Secretariat website, through epidemiological bulletins, prepared by the Dalton Cunha Hemocenter Epidemiological Surveillance Center - RN. It was found that out of a total of 342,754 blood donor candidates, 591 (0.17%) were considered unfit to donate blood because of their HIV1 and / or HIV2-reactive serology. The highest number of cases of positivity occurred in 2013, with 189 individuals considered unfit. During the study period, there was a 61.3% drop in the prevalence rate of positivity for these viruses when compared to 2013 with 2018. Most of the reactive individuals were male (77.6%). Regarding age group, the highest prevalence of infection occurred in young individuals, aged 21 to 30 years. The study reveals a low prevalence of HIV-positive individuals among blood donor candidates from hemo-network, but it is important to further analyze the epidemiological characteristics of these donor candidates.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9761
Other Identifiers: 2014088865
Appears in Collections:Biomedicina



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons