Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9725
Título: Risco ocupacional em estudantes da área da saúde acerca do HIV/AIDS: uma revisão integrativa da literatura
Autor(es): Hermenegildo, Natália
Palavras-chave: HIV/AIDS;HIV/SIDA;acidente ocupacional;occupational accident;universitários;college students;EPIs;PPEs;biossegurança;biosafety;vulnerabilidade;vulnerability
Data do documento: 18-Nov-2019
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: HERMENEGILDO, Natália de Jesus. Risco ocupacional em estudantes da área da saúde acerca do HIV/AIDS: uma revisão integrativa da literatura. 2019. 60 f. Monografia (Graduação em Biomedicina) – Centro de Biociências. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 2019.
Resumo: A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida é a forma mais grave da doença causada pelo HIV (Human Immunodeficiency Virus). Inicialmente, essa síndrome se deu em alguns grupos de risco, como homens que fazem sexo com outros homens, usuários de drogas injetáveis, pacientes que necessitavam de transfusões recorrentes, e os hemofílicos. Contudo, o primeiro acidente ocupacional ocorreu em 1984, tornando-se uma preocupação para os profissionais da saúde, grupo altamente exposto e negligenciado na época. Esses profissionais são todos aqueles cujas atividades envolvem contato com pacientes, sangue e outros fluidos corpóreos, incluindo-se também nesse grupo, os estudantes e estagiários. Para minimizar os riscos desses profissionais foram normatizadas as Medidas de Precauções Universais ou Precauções Padrão, que devem ser empregadas pelos profissionais no amparo aos pacientes, ou na manipulação de amostras biológicas. Considerando os estudantes da área de saúde um grupo vulnerável aos acidentes ocupacionais, o objetivo desse trabalho foi identificar os tipos de acidentes que ocorrem durante as aulas práticas e atividades desenvolvidas durante os estágios, avaliar o nível de conhecimento dos acadêmicos quanto uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), bem como o risco ocupacional e a vulnerabilidade a que estão expostos. Constatou-se que a maioria dos estudantes possui conhecimento sobre os EPIs e as normas de biossegurança, porém, uma parcela deles, ignora os cuidados de prevenção pessoal e coletiva. Nesse sentido, a disciplina sobre biossegurança possui importância fundamental para oferecer o conhecimento técnico e despertar a conscientização dos estudantes quanto à adoção de medidas profiláticas, a fim de minimizar o risco a que estão expostos durante a sua formação, bem como no exercício futuro de sua profissão.
Abstract: Acquired Immunodeficiency Syndrome is the most serious form of disease caused by the HIV (Human Immunodeficiency Virus). Initially, this syndrome appeared on some risk groups, how men who have sex with other men, injecting drug users, patients who need blood transfusions, and hemophiliacs. However, the first occupational accident occurred in 1984, becoming a concern for health professionals, a highly exposed and neglected group at the time. These professionals are all those whose activity involve contact with patients, blood and other body fluids, also include students and trainees. To minimize the risks of these professionals were standardized those Universal Precautions or Standard Precautions, that should be employed by professionals in supporting the patient's or to handle biological samples. Considering the health students are a group vulnerable to occupational accidents, the purpose of this work was to identify the types of accidents that occur during practical classes and activities developed during the internships, evaluate the knowledge level of academics regarding the use of personal protective equipment (PPEs), well as occupational risk and vulnerability to which they are exposed. It was found that most students have knowledge about PPEs and biosafety standards, but some ignore the necessary precautions for both personal and collective prevention. In this sense, the biosafety discipline it’s of fundamental importance to offer technical knowledge and raise student awareness regarding the adoption of prophylactic measures, in order to minimize the risk to what they are exposed to during your formation as well as in the future exercise of their profession.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9725
Outros identificadores: 2013088575
Aparece nas coleções:Biomedicina

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
HERMENEGILDO 2019.pdf581,19 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons