Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9705
Title: Diagnóstico da gestão do lodo de uma ETE em escala real
Authors: Queiroz, Gabriela Barros de
Keywords: Custo. agricultura. viabilidade econômica.;Sewage sludge. cost. agriculture. economic viability.
Issue Date: 25-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: QUEIROZ, Gabriela Barros. Diagnóstico da gestão do lodo de uma ETE escala real. 2019. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A produção de lodo de esgoto (LE) é algo crescente tendo em vista o aumento da população e dos sistemas de esgotamento sanitário. O lodo é considerado um resíduo segundo a legislação federal 12.305/2010 e é, portanto, necessário uma disposição adequada. Atualmente as mais utilizadas são: agricultura, aterro sanitário e compostagem. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) enquadra o lodo como um produto agrícola. A disposição agrícola vem se tornando uma alternativa bastante atrativa, principalmente para o Brasil, devido ao potencial nutritivo do LE. Para sua disposição foi elaborado em 2006 a resolução do CONAMA 375/2006 que confere parâmetros para a aplicação desse biossólido no solo, embora, antes disso, já houvesse normativas e manuais elaborados pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR), pois eles já faziam o uso do lodo na agricultura. O trabalho tem como objetivo mostrar a viabilidade econômica do uso do lodo biológico em atividade agrícola em substituição ao aterro sanitário. Realizou-se, então, no período de 10 meses (jan – out/2019) a quantificação do lodo gerado pela Estação de Tratamento Sistema Central (ETE Baldo), localizada na cidade de Natal, Rn, e o gasto médio mensal com a disposição no aterro sanitário da região metropolitana de Natal, atual destino. Em seguida através da utilização de índices disponíveis na literatura e estudos foi realizado o cálculo dos custos para a nova proposta (uso agrícola). Com a disposição atual a ETE possui um gasto mensal de R$ 8.624,29. Logo, embora haja uma economia de 16,9% com a reciclagem agrícola, esse tipo de disposição não é atrativo economicamente para Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) atualmente. No entanto, considerando-se a construção de duas novas unidades de tratamento de esgoto, essa ideia pode ser interessante em um cenário futuro.
Abstract: Sewage sludge (LE) production is increasing in view of the increase in population and sewage systems. Sludge is considered a waste under federal law 12.305 / 2010 and therefore an appropriate disposal is required. Currently the most used are: agriculture, landfill and composting. The Ministry of Agriculture, Livestock and Supply (MAPA) frames the sludge as an agricultural product. Agricultural disposition has become a very attractive alternative, especially for Brazil, due to the nutritional potential of LE. For its disposal was prepared in 2006 the resolution of CONAMA 375/2006 that gives parameters for the application of this biosolid in the soil, although, before that, there were already normative and manuals prepared by the Environmental Company of the State of São Paulo (CETESB) and Companhia de Sanitation of Paraná (SANEPAR), because they were already using the sludge in agriculture. This paper aims to show the economic viability of the use of biological sludge in agricultural activity to replace the landfill. Then, during the 10-month period (Jan - Oct / 2019), the sludge generated by the Central System Treatment Station (ETE Baldo), located in the city of Natal, Rn, was quantified and the monthly average expenditure on disposal in the landfill of the metropolitan region of Natal, current destination. Then, through the use of indexes available in the literature and studies, the costs were calculated for the new proposal (agricultural use). With the current provision ETE has a monthly expense of R $ 8,624.29. Thus, although there is a 16.9% saving on agricultural recycling, this type of disposal is not economically attractive to the Rio Grande do Norte Water and Sewage Company (CAERN) today. However, considering the construction of two new sewage treatment units, this idea may be interesting in a future scenario.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9705
Other Identifiers: 20170154348
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DIAGNOSTICOGESTÃODOLODO_GABRIELAQUEIROZ_2019.pdf1.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons