Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9692
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira Pinto de Mendonça, Karla Morganna-
dc.contributor.authorAzevedo, Matheus de Paiva-
dc.date.accessioned2019-12-04T21:39:11Z-
dc.date.available2019-12-04T21:39:11Z-
dc.date.issued2019-11-19-
dc.identifier2014088669pt_BR
dc.identifier.citationAZEVEDO, Matheus de Paiva. Tradução e adaptação transcultural do questionário de qualidade de vida Global Person-Generated Index para a população brasilera. 2019. 44 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9692-
dc.description.abstractObjective: To translate and cross-culturally adapt the quality of life questionnaire Global Person-generated Index (GPGI) into Brazilian Portuguese. Methods: This is an exploratory and methodological study that followed the recommended ethical principles and international recommendations for studies of the same nature. The process of translation and cross-cultural adaptation was performed considering the following phases: translation from original version to Brazilian portuguese, synthesis of translations, back-translation to the original language, synthesis of back-translated versions, review by external researcher specialist in outcome measures and final review by judges committee. Applicability of the Brazilian version was tested after final considerations from the judges in a pilot with 50 participants. Analysis of interrater agreement was performed after final considerations from the judges by the Content Validity Index (CVI). Results: After the final analysis from the judges, the instrument indicated to have high CVI values (>0,80), demonstrating adequate agreement level regarding clearness and understandability of items. Participants of the pilot did not report difficulties regarding structural, semantic or conceptual aspect. Conclusion: The Brazilian version of the GPGI demonstrated to be cross-culturally adapted and indicated good face and content validity. Further studies should investigate its psychometric properties, as well as the applicability of this version among Brazilians with lower levels of education.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectQualidade de vidapt_BR
dc.subjectInquéritos e Questionáriospt_BR
dc.subjectTraduçãopt_BR
dc.subjectComparação transculturalpt_BR
dc.titleTradução e adaptação transcultural do questionário de qualidade de vida Global Person-Generated Index para a população brasilerapt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.advisor-co1Thayla Amorim Santinopt_BR
dc.contributor.referees1Pereira Pinto Mendonça, Karla Morganna-
dc.contributor.referees2Lira Lisboa, Lilian-
dc.description.resumoObjetivo: Traduzir e adaptar transculturalmente o questionário de qualidade de vida Global Person-Generated Index (GPGI) para o uso na população brasileira. Métodos: Trata-se de um estudo metodológico exploratório realizado de acordo com os princípios éticos. O processo de tradução e adaptação transcultural foi realizado considerando as seguintes fases: tradução da versão original para Português do Brasil, síntese de traduções, tradução reversa, sínteses das traduções reversas, revisão por pesquisadora externa e consenso por revisão de comitê de juízes composto por especialistas e representantes da população. Após considerações do comitê, a aplicabilidade da versão preliminar do instrumento foi testada em um pré-teste com 50 voluntários. Para a análise de concordância dos itens na fase de revisão por comitê multiprofissional de especialistas e pré-teste, foi utilizado o Índice de Validade de Conteúdo (IVC). Resultados: O comitê de juízes indicou que os itens do questionário estavam claros e compreensíveis, com valores de IVC acima de 0,80 para todos os itens, demonstrando alto nível de concordância. Os participantes do pré-teste não relataram dificuldade de entendimento de natureza estrutural, semântica ou conceitual. Conclusão: A versão brasileira do GPGI se mostrou válida (face e conteúdo) e adaptada culturalmente para a população brasileira. Estudos futuros devem investigar a fundo as propriedades psicométricas, bem como o entendimento da versão brasileira em populações com menores níveis de escolaridade.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentFisioterapiapt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.contributor.referees3Emanuele de França Mendes Alves , Raquel-
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Traduçãoeadaptaçãotransculturaldoquestionário_AZEVEDO_2019
Restricted Access Until 2022-01-31
Artigo será publicado em revista
Texto Completo3.67 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons