Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9667
Title: Sintomas específicos de ansiedade em crianças com asma: análise da concordância entre a percepção de crianças e seus pais/responsáveis.
Authors: Cruz, Vitória Teixeira da
Keywords: Asma; Criança, Transtornos de Ansiedade; Pais.;Asthma; Child, Anxiety Disorders; Parents.
Issue Date: 12-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CRUZ, Vitória Teixeira da. Sintomas específicos de ansiedade em crianças com asma: análise da concordância entre a percepção de crianças e seus pais/responsáveis. 2019. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução: a asma é uma das doenças crônicas mais comuns na população pediátrica, sendo caracterizada por hiperresponsividade brônquica e variação do fluxo aéreo expiratório. Associado aos sintomas respiratórios, existe uma prevalência de transtornos de ansiedade em crianças com asma três vezes maior quando comparada à crianças saudáveis. O problema é que a ansiedade na população pediátrica com asma ainda é subdiagnosticada. Além de isso, durante a avaliação desses sintomas, o clínico parece não saber em qual relato confiar; o dos pais/responsáveis ou o da criança. Estudos revelam baixa concordância entre esses relatos. Objetivo: avaliar a concordância entre a percepção de ansiedade das crianças com asma e a percepção dos seus pais/responsáveis. Métodos: trata-se de um estudo exploratório de delineamento transversal. A amostra foi composta por crianças de 7 a 12 anos, de ambos os sexos, com diagnóstico de asma de acordo com os critérios da Global Initiative for Asthma (GINA), e seus respectivos pais/responsáveis. Para avaliação dos sintomas específicos de ansiedade nas crianças e pais/responsáveis, respectivamente, foram utilizadas a Spence Children’s Anxiety Scale (SCAS) e a Spence Child Anxiety Scale for Parents (SCAS-P). Os dados foram analisados pelo software Statistical Package for the Social Science (SPSS) versão 23.0. Para verificar a concordância entre a percepção das crianças e a percepção dos pais foi utilizado o Coeficiente Kappa. Resultados: a amostra foi composta por 42 crianças, com média de idade de 10,1±1,6 anos, sexo masculino (59%); e 42 pais/responsáveis. Os resultados foram divididos nos seis domínios da SCAS seguindo os sintomas específicos da ansiedade. Foi observada ansiedade elevada, identificada pela análise do escore total da SCAS, em 35,7% das crianças avaliadas e todas apresentaram um ou mais sintomas de ansiedade. Não foram observadas concordâncias estatisticamente significativas entre a percepção das crianças e dos pais nos sintomas de ansiedade de separação, ataque de pânico, medo de danos físicos e problemas obsessivos compulsivos (p>0,05) e houve uma fraca concordância estatisticamente significativa nos sintomas de fobia social (Kappa = 0,09 p=0,04), ansiedade generalizada (Kappa = 0,12, p=0,002) e escore total da SCAS (Kappa = 0,11, p=0,001). Conclusão: houve fraca concordância entre a percepção das crianças e dos pais acerca dos sintomas específicos da ansiedade. 
Abstract: Introduction: Asthma is one of the most common chronic diseases in the pediatric population, characterized by bronchial hyperresponsiveness and expiratory airflow variation. Associated with respiratory symptoms, there is a three times higher prevalence of anxiety disorders in children with asthma compared to healthy children. The problem is that anxiety in the pediatric asthma population is still underdiagnosed. Moreover, during the evaluation of these symptoms, the clinician does not seem to know which report to trust; parent / guardian or child. Studies reveal poor agreement between these reports. Objective: To evaluate the agreement between the perception of anxiety of children with asthma and the perception of their parents / guardians. Methods: This is an exploratory cross-sectional study. The sample consisted of children from 7 to 12 years old, of both sexes, diagnosed with asthma according to the Global Initiative for Asthma (GINA) criteria, and their respective parents / guardians. To assess specific anxiety symptoms in children and parents / guardians, respectively, the Spence Children’s Anxiety Scale (SCAS) and Spence Child Anxiety Scale for Parents (SCAS-P) were used. Data were analyzed using the Statistical Package for Social Science (SPSS) software version 23.0. To verify the agreement between children's perception and parents' perception, the Kappa coefficient was used. Results: the sample consisted of 42 children, with a mean age of 10.1 ± 1.6 years, male (59%); and 42 parents / guardians. Results were divided into six domains of SCAS following specific anxiety symptoms. Elevated anxiety, identified by total SCAS score analysis, was observed in 35.7% of the children evaluated and all had one or more anxiety symptoms. No statistically significant agreement was observed between the perception of children and parents in the symptoms of separation anxiety, panic attack, fear of physical harm and obsessive compulsive problems (p> 0.05) and there was poor statistically significant agreement in the symptoms of separation. social phobia (Kappa = 0.09 p = 0.04), generalized anxiety (Kappa = 0.12, p = 0.002) and total SCAS score (Kappa = 0.11, p = 0.001). Conclusion: There was poor agreement between the perception of children and parents about the specific symptoms of anxiety.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9667
Other Identifiers: 20150117937
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Sintomasespecíficosdeansiedade_CRUZ_2019
Restricted Access Until 2022-01-01
Será submetido à publicação e a revista pede ineditismo.
Texto Completo1.9 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.