Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9655
Title: Determinantes do investimento privado: teoria e prática no Brasil (1996-2017)
Other Titles: Determinants of private investment: theory and practice in Brazil (1996-2017)
Authors: Costa, Josué Pedro André
Keywords: Investimento privado;História do pesamento econômico;Vetores autorregressivos;Modelo de correção de erros;Error correction model;Vector autoregressive
Issue Date: 22-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Josué Pedro Andre. Determinantes do investimento privado: teoria e prática no Brasil (1996-2017). 2019. 95f. Monografia (Graduação em Economia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Departamento de Ciências Econômicas. Natal, RN, 2019.
Portuguese Abstract: O trabalho objetiva explorar os determinantes do investimento privado a partir dos canais sugeridos pelas teorias apresentadas levando em conta o período que vai de 1996 a 2017. Alicerçado em dois economistas seminais, Irving Fisher e John Maynard Keynes, constrói-se um panorama geral para as principais teorias do investimento desenvolvidas ao longo do século vinte. As variáveis escolhidas, nomeadamente, Investimento Público, PIB, Selic real, desembolsos do BNDES, Saldo de Crédito Total, IGP-DI e Índice Bovespa são confrontadas ao investimento privado no contexto de um VAR. São aplicadas as funções de impulso-reposta, quebra estrutural e decomposição da variância. Aplica-se também um Modelo de Correção de Erros para averiguar relações de longo prazo entre as variáveis e, por fim, teste de Granger para inferir precedência temporal. Os resultados do Modelo de Correção de Erros endossam a relação positiva entre o investimento privado e o PIB e uma relação inversa entre o investimento privado e o público. No longo prazo, no entanto, essas três variáveis compartilham a mesma tendência. Ademais, encontra-se causalidade bidirecional de Granger entre o investimento privado e o público, do PIB para o investimento privado, do investimento privado para o crédito e do Índice Bovespa para o investimento privado. O teste OLS-CUSUM não aponta quebra estrutural para investimento privado no período analisado.
Abstract: The work aims to explore the determinants of private investment from the channels suggested by the theories presented taking into account the period from 1996 to 2017. Based on two seminal economists, Irving Fisher and John Maynard Keynes, it is built an overview for the main investment theories developed throughout the twentieth century. The chosen variables, namely Public Investment, GDP, Real Selic, BNDES disbursements, Total Credit Balance, IGP-DI and Bovespa Index are compared to private investment in the context of a VAR. The functions of impulse-response, structural breakdown and variance decomposition are applied. An Error Correction Model is also applied to verify long-term relationships between variables and, finally, Granger test to infer temporal precedence. The results of the Error Correction Model endorse the positive relationship between private investment and GDP and an inverse relationship between private and public investment. In the long run, however, these three variables share the same trend. In addition, there is Granger's bidirectional causality between private and public investment, GDP for private investment, private investment for credit, and the Bovespa Index for private investment. The OLS-CUSUM test does not indicate a structural break for Private Investment in the analyzed period.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9655
Other Identifiers: 20150130483
Appears in Collections:Ciências Econômicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DeterminantesInvestimentoPrivado_Costa_20191.15 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons