Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9608
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGrilo, Evellyn Câmara-
dc.contributor.authorAraújo, Bárbara Gurgel Magalhães-
dc.date.accessioned2019-11-29T19:02:18Z-
dc.date.available2019-11-29T19:02:18Z-
dc.date.issued2019-11-13-
dc.identifier20155135526pt_BR
dc.identifier.citationARAÚJO, Bárbara Gurgel Magalhães de. Ingestão dietética e densidade mineral óssea de indivíduos com Distrofia Muscular de Duchenne. 2019. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Departamento de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9608-
dc.description.abstractA Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença neuromuscular ligada ao cromossomo X. Indivíduos com DMD podem ter um comprometimento da saúde óssea pelo uso crônico de corticoides, logo, é fundamental que a densidade mineral óssea (DMO) seja avaliada, assim como os fatores associados à perda de massa óssea. O objetivo deste estudo foi avaliar a ingestão dietética e a densidade mineral óssea de indivíduos com DMD. Foi realizado um estudo transversal com 28 indivíduos diagnosticados com DMD. Foram aplicados dois Recordatórios 24 horas, cujos dados foram inseridos no software Avanutri® para quantificação dos macronutrientes e micronutrientes zinco, cálcio, fósforo e vitamina D. A DMO da coluna lombar e corpo total foram determinadas pela Absorciometria por Dupla Emissão de Raio-X (DXA). Indivíduos com Z-score ≤ -2 foram classificados com baixa DMO. Entre 19 e 30 anos, 83,3% do grupo avaliado apresentou baixa ingestão de carboidratos e 83%, apresentou alta ingestão de proteínas. Quantos aos lipídeos, houve adequação para todas as faixas etárias. Ademais, houve baixa ingestão de cálcio e vitamina D em todas as faixas etárias e de zinco e fósforo entre 9 e 13 anos e entre 9 e 18 anos, respectivamente. Analisando o Z-score da DMO, observamos que 46,4% apresentaram baixa DMO de coluna lombar e 50% baixa DMO de corpo total. A ingestão de proteínas e carboidratos foi inadequada em indivíduos acima de 19 anos e a ingestão dos micronutrientes foi inferior às recomendações nutricionais. A população avaliada apresentou baixa DMO de coluna lombar ou corpo totalpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.subjectDistrofias muscularespt_BR
dc.subjectConsumo alimentarpt_BR
dc.subjectDensitometriapt_BR
dc.titleIngestão dietética e densidade mineral óssea de indivíduos com Distrofia Muscular de Duchennept_BR
dc.title.alternativeDietary intake and bone mineral density of individuals with Duchenne Muscular Distrophypt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.advisor-co1Sancha Helena de Lima Valept_BR
dc.contributor.referees1Vermeulen, Karina Marques-
dc.description.resumoA Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença neuromuscular ligada ao cromossomo X. Indivíduos com DMD podem ter um comprometimento da saúde óssea pelo uso crônico de corticoides, logo, é fundamental que a densidade mineral óssea (DMO) seja avaliada, assim como os fatores associados à perda de massa óssea. O objetivo deste estudo foi avaliar a ingestão dietética e a densidade mineral óssea de indivíduos com DMD. Foi realizado um estudo transversal com 28 indivíduos diagnosticados com DMD. Foram aplicados dois Recordatórios 24 horas, cujos dados foram inseridos no software Avanutri® para quantificação dos macronutrientes e micronutrientes zinco, cálcio, fósforo e vitamina D. A DMO da coluna lombar e corpo total foram determinadas pela Absorciometria por Dupla Emissão de Raio-X (DXA). Indivíduos com Z-score ≤ -2 foram classificados com baixa DMO. Entre 19 e 30 anos, 83,3% do grupo avaliado apresentou baixa ingestão de carboidratos e 83%, apresentou alta ingestão de proteínas. Quantos aos lipídeos, houve adequação para todas as faixas etárias. Ademais, houve baixa ingestão de cálcio e vitamina D em todas as faixas etárias e de zinco e fósforo entre 9 e 13 anos e entre 9 e 18 anos, respectivamente. Analisando o Z-score da DMO, observamos que 46,4% apresentaram baixa DMO de coluna lombar e 50% baixa DMO de corpo total. A ingestão de proteínas e carboidratos foi inadequada em indivíduos acima de 19 anos e a ingestão dos micronutrientes foi inferior às recomendações nutricionais. A população avaliada apresentou baixa DMO de coluna lombar ou corpo totalpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNutriçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ingestãodietéticaedensidademineral_ARAÚJO_2019
Restricted Access Until 2022-11-01
Texto Completo852.43 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.