Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9599
Title: Remoção de corante de efluente têxtil sintético utilizando floculação iônica
Authors: Barros, Edlin Letícia Barbosa de
Keywords: Tensoativo;tratamento de efluente têxtil;floculação iônica
Issue Date: 7-Sep-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BARROS, Edlin Letícia Barbosa de. Remoção de corante de efluente têxtil sintético utilizando floculação iônica. 2019. 41f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Química) - Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A poluição ambiental oriunda dos efluentes têxteis é um problema que preocupa os ambientalistas e governos, diante da contaminação da água, bem mais precioso. A indústria têxtil movimenta boa parte da economia, na qual sua relevância não ser descartada e sim ajustada às condições ambientas, através de processos de tratamento biocompatíveis e eficientes, possibilitando a redução do impacto desse efluente no meio ambiente. Vários trabalhos têm sido desenvolvidos buscando tratamento desses efluentes industriais, de modo que possam ser reutilizados ou mesmo descartados nos corpos de água sem desequilibrar seus processos naturais ou prejudicar os seres vivos, aquáticos ou até mesmo os humanos. Dentre os processos mais utilizados para esse tratamento estão: a filtração por membrana, na qual membranas de diferentes tamanhos são utilizadas para separar sólidos presentes; processos oxidativos avançados (POA), através de reações com radical hidroxila de alto poder oxidante para a degradação de materiais orgânicos; por fim, coagulação e floculação, onde agentes químicos são adicionados a fim de que as partículas em suspensão se unam formandos agregados maiores que facilitam sua remoção. A floculação iônica foi o processo escolhido nesse trabalho, utilizou-se soluções de diferentes concentrações do corante disperse blue 56, em meio contendo cálcio, logo após foi adicionado um tensoativo aniônico (sabão base), originando a formação de um floco de tensoativo que interage com o corante, no qual o blue 56 se deposita em sua superfície, na sequência o processo de filtração foi realizado separando os flocos, originando uma solução com menor concentração de corante. Esse experimento foi realizado nas temperaturas de 30º, 40º e 50ºC, a fim de avaliar-se a influência da temperatura no processo. Nos resultados, desse trabalho, a floculação iônica se mostrou bastante satisfatória para a remoção do corante em meio aquoso, em uma única etapa, atingindo uma eficiência superior a 90% em alguns pontos. Além disso, foi possível observar que a temperatura exerce influência na interação tensoativo/corante e que esta interação pode ser representada pela isoterma de Langmuir, devido a característica de adsorção em monocamada.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9599
Other Identifiers: 2012940683
Appears in Collections:Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RemocaodeCorante_Barros_2019.pdfMonografia_Batista_2019812.25 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons