Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9590
Title: Ocorrência de triatomíneos nos municípios de Bento Fernandes, João Câmara e Jardim de Angicos, Rio Grande do Norte, Brasil.
Authors: Santos, Erivanessa Nara dos
Keywords: Trypanosoma cruzi;Triatoma brasiliensis;Vigilância entomológica;Controle vetorial
Issue Date: 5-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Erivanessa Nara dos. Ocorrência de triatomíneos nos municípios de Bento Fernandes, João Câmara e Jardim de Angicos, Rio Grande do Norte, Brasil. 2019. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Estudos recentes demonstraram a presença de humanos, animais e triatomíneos infectados por Trypanosoma cruzi no estado do Rio Grande do Norte (RN). Dessa maneira, o presente estudo avaliou a ocorrência e a infecção natural por T. cruzi em triatomíneos capturados nos municípios potiguares de Bento Fernandes, João Câmara e Jardim de Angicos, bem como avaliou a realização das atividades de vigilância entomológica (VE) e controle químico das unidades domiciliares (UD) infestadas pelas secretarias de saúde dos municípios. Dados das capturas de triatomíneos do período de 2005 a 2015 foram disponibilizados pela Secretaria de Estado de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (SESAP-RN) e calculados os indicadores entomológicos, além da execução do controle químico das UDs infestadas. Em 2018, foram realizadas capturas de triatomíneos pela equipe deste estudo em ambientes domiciliares e peridomiciliares dos referidos municípios. Os insetos foram identificados e a infecção natural determinada pelo método direto, xenocultura e PCR do kDNA. Durante o período avaliado, os dados da SESAP-RN demonstraram que, dentre os três municípios estudados, apenas João Câmara realizou a VE e o controle químico, sendo observado infestação em 2,9% dos intradomicílios e 1,2% dos peridomicílio. Houve variação na borrifação das casas infestadas, de 55% a 100%. Nesse momento, o Panstrongylus lutzi foi a espécie mais capturada, representando 62,5%. Enquanto que, na busca ativa realizada em 2018, Triatoma brasiliensis foi a espécie mais capturada. O maior índice de infestação (26,7%) foi observado nas localidades visitadas no município de Jardim de Angicos. Em relação a presença de insetos infectados foi observado em Jardim de Angicos e João Câmara, sendo este último o que apresentou maior índice de infecção natural (70,6%). Este estudo revelou a presença de UDs infestadas e colonizadas por triatomíneos provavelmente associados a irregularidades nas ações de controle vetorial nos municípios estudados. Os dados apresentados reforçam a importância do controle vetorial como forma de impedir a transmissão do parasito ao homem.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9590
Other Identifiers: 20155136318
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
OCORRÊNCIADETRIATOMÍNEOSNOSMUNICÍPIOS_SANTOS_2019TEXTO COMPLETO1.07 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.