Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9573
Title: Empoderamento e Femvertising como estratégias de comunicação das marcas
Other Titles: Empowerment and Femvertising as brand communication strategies
Authors: Vasconcelos, Amanda Lai Lee
Keywords: consumo;marcas;mulheres;femvertising;empoderamento feminino
Issue Date: 19-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VASCONCELOS, Amanda Lai Lee. Empoderamento e Femvertising como estratégias de comunicação das marcas. 2019. 127f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação ) - Departamento de Comunicação Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O presente trabalho problematiza a femvertising e o empoderamento feminino como estratégias de comunicação das marcas para atingir às mulheres, entendidas como um público consumidor. Para tanto, em um primeiro momento reflete sobre a sociedade de consumo, o papel da publicidade e as retóricas empregadas pelo capital. Em seguida, discorre sobre as marcas, branding e marketing 4.0. Alicerçadas nestas reflexões, estudamos a mulher como um nicho altamente rentável para as marcas e as estratégias empregadas para atingir as consumidoras, chegando ao objetivo central desta pesquisa. A pesquisa foi feita com o método bibliográfico que permitiu a construção de uma discussão sobre as teorias dos principais autores como Maria Eduarda Rocha, Lívia Barbosa e Andrea Semprini. Ao mesmo tempo, selecionamos 13 marcas que empregaram o empoderamento feminino e a femvertising na sua comunicação durante o período de 2015 a 2019 no Instagram, Facebook e Youtube, sendo que sete conseguiram desenvolver corretamente os parâmetros da femvertising e empregaram o empoderamento feminino e seis, falharam em suas comunicações der marca. Com a pesquisa desenvolvida, apontamos que tais estratégias se configuram em argumentos de venda e de apelo ao consumo, visando à lucratividade. No entanto, também entendemos que apesar de ser alicerçadas pelo consumo, tais estratégias são positivas porque conseguem representar as mulheres de forma correta.
Abstract: The present work discusses a woman and female advertising as brands' communication strategies to reach women, entering as a consumer public. To do so, at first think about the consumer society, the role of advertising and the rhetoric employed by capital. It then discusses branding, branding, and marketing 4.0. Based on these reflections, we study a woman as a highly profitable niche for brands and as strategies employed to reach consumers, reaching the central objective of this research. A research was made with the bibliographic method that allowed the construction of a discussion about the theories of the main authors as Maria Eduarda Rocha, Lívia Barbosa and Andrea Semprini. At the same time, it selects 13 brands that employ or use feminine and advertising communication during the period 2015-2020 on Instagram, Facebook and Youtube, and seven are able to correctly develop the advertising parameters and employ feminine or feminine, failed in their communications. brand. With a developed research, we pointed out that such strategies are configured in sales arguments and consumer appeal, allowing profitability. However, we also understand that, despite being benefited by consumption, these statistics are positive because they can be used as women correctly.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9573
Other Identifiers: 20150114031
Appears in Collections:Comunicação Social - Publicidade e Propaganda

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EmpoderamentoeFemvertising_Vasconcelos_2019.pdf3.69 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons