Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9552
Title: Avaliação da densidade glomerular e da fibrose renal em ratos com Diabetes mellitus induzida por estreptozotocina e tratados com antioxidantes.
Authors: Souto, Melyna Soares
Keywords: Hiperglicemia;Rim;Deposição de fibras colágenas;Antioxidantes.
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SOUTO, Melyna Soares de. Avaliação da densidade glomerular e da fibrose renal em ratos com Diabetes mellitus induzida por estreptozotocina e tratados com antioxidantes. 2019. 26 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: O Diabetes mellitus (DM) é um distúrbio metabólico caracterizado por hiperglicemia, a qual leva ao desequilíbrio do sistema oxidativo-antioxidativo e, consequentemente à inflamação. A hiperglicemia crônica pode levar a complicações como cardiopatias, retinopatias, neuropatias e nefropatia diabética. Na nefropatia são observadas alterações na matriz extracelular e nos glomérulos. Diferentes substâncias têm sido investigadas para o tratamento do DM, entre elas os antioxidantes que buscam melhorar o sistema redox. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do tratamento com os antioxidantes quercetina, L-glutamina e alfa-tocoferol em ratos diabéticos através da densidade glomerular e na fibrose renal. Foram utilizados 20 ratos adultos, machos, os quais foram separados em quatro grupos (n=5): C (grupo controle com animais normoglicêmicos), D (grupo diabético), CT (grupo controle tratado com antioxidantes) e, DT (grupo diabético tratado com antioxidantes). A indução do DM nos animais dos grupos D e DT foi realizada pela administração de estreptozootocina por via endovenosa (35mg/kg de peso corporal). O tratamento antioxidante foi realizado via gavagem com quercetina (100mg/kg de peso corporal), L-glutamina 1% e α-tocoferol 1% (1% do peso corporal) nos animais dos grupos CT e DT. Após período experimental foi de 60 dias os animais foram eutanasiados e os rins foram coletados e destinados a rotina histológica com confecção de lâminas que forma coradas pela técnica de Tricrômico de Masson. Os resultados confirmaram a indução do DM com redução do peso corporal, hiperglicemia, polifagia e polidpisia nos grupos D e DT. Não foram evidenciadas alterações estatísticas significativas no peso renal e na densidade glomerular. Fibrose renal foi observada em D, com redução desta no grupo DT. Podemos concluir que o tratamento conjunto com antioxidantes não foi capaz de reverter os parâmetros biométricos (peso corporal) e metabólicos (ingestão de alimentos e níveis glicêmicos), porém foi eficiente na redução da fibrose renal. Novos estudos são fundamentais para o melhor entendimento da ação dos antioxidantes no tecido renal.
Abstract: Diabetes mellitus (DM) is a metabolic disorder characterized by hyperglycemia, which leads to imbalance of the oxidative-antioxidant system and, consequently, to inflammation. Chronic hyperglycemia can lead to complications such as heart disease, retinopathy, neuropathy and diabetic nephropathy. Changes in extracellular matrix and glomeruli are observed in diabetic nephropathy. Different compounds have been studied for DM treatment such as the antioxidant compounds. The antioxidant compounds are known to improve the redox system. The aim of this study was to evaluate the effect of treatment with the antioxidants quercetin, L-glutamine and alpha-tocopherol on glomerular density and renal fibrosis in diabetic rats. Twenty adult male rats were divided into four groups (n = 5): C (control group with normoglycemic animals), D (diabetic group), CT (normoglycemic animals treated with antioxidants) and DT (diabetic group treated with antioxidants). DM induction in groups D and DT was performed by the streptozotocin (STZ) administration (35mg / kg body weight). Antioxidant treatment was performed by gavage with quercetin (100mg / kg body weight), L-glutamine 1% and α-tocopherol 1% (1% body weight) in the animals of groups CT and DT. After an experimental period of 60 days, the animals were euthanized and the kidneys were collected and destined for histological evaluation by Masson's trichrome technique. The results confirmed DM induction with reduced body weight, hyperglycemia, polyphagia and polydipsia in groups D and DT. No changes were observed in renal weight and glomerular density. Renal fibrosis was observed in D, with reduction in DT group. In conclusion, the combined treatment with antioxidants was not able to revert biometric (body weight) and metabolic (food intake and glycemic levels) parameters. However, it was effective to reduce renal fibrosis. New studies are fundamental for a better understanding of the action of antioxidants on renal tissue.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9552
Other Identifiers: 2012943827
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãodadensidadeglomerularedafibroserenal_Solto_20191.49 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.