Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9542
Title: Relação dos fatores de virulência de Staphylococcus Coagulase Negativa novobiocina resistente e produção de biofilme
Authors: Oliveira, Juciê Franco de
Keywords: Staphylococcus;Novobiocina;Resistência a antibióticos;Biofilme
Issue Date: 5-Nov-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OLIVEIRA, Juciê Franco. Relação dos fatores de virulência de Staphylococcus Coagulase Negativa novobiocina resistente e produção de biofilme. 2019. 48f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Os Staphylococcus coagulase negativa (SCN) têm sido reconhecidos nos últimos anos como importantes agentes de infecções nosocomiais. Esses microrganismos vêm apresentando multirresistência em decorrência do uso indiscriminado de antimicrobianos no âmbito hospitalar, o que acaba dificultando a terapêutica dos pacientes, ocasionando um grave problema de saúde pública. O presente estudo teve como objetivo avaliar fatores de virulência de 24 cepas de SCN novobiocina resistente isoladas de mãos de integrantes de um programa de Residência Multiprofissional em Saúde e Residência em Ginecologia e Obstetrícia da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC)/UFRN. Esse estudo é de caráter observacional do tipo transversal. O perfil de resistência das cepas isoladas foi realizado através do método de disco difusão com orientações do CLSI, sendo os fenótipos MR-SCN e MSLB avaliados pelo teste resistência à cefoxitina e D Teste, respectivamente. A produção de biofilme foi avaliada pela aderência em placas de 96 poços e fundo chato e posterior leitura em espectrofotômetro de luz UV. Os resultados demonstraram que 83,3% das cepas apresentaram resistência a pelo menos um dos antimicrobianos testados e 91,7% delas foram produtoras de biofilme em algum nível, sendo em frequentemente classificadas como fracamente produtoras. Os fenótipos MR-SCN e MSLB estavam presentes em apenas 8% e 12,5% das cepas, respectivamente. Foi observada uma relação direta entre a resistência aos antimicrobianos e a produção de biofilme, evidenciada graças ao perfil de multirresistência das cepas produtoras. Os resultados obtidos nesse estudo corroboram com a literatura atual e evidenciam a importância de conhecer os principais mecanismos de resistência e virulência dos SNC que por muitas vezes são subestimados.
Abstract: Coagulase negative Staphylococcus (CNS) have been recognized in recent years as important agents of nosocomial infections. These microorganisms have been presenting multiresistance due to the indiscriminate use of antimicrobials in hospitals, which makes it difficult to treat patients, causing a serious public health problem. The present study aimed to evaluate virulence factors and resistance profile of 24 strains resistant novobiocin SCN isolated from the hands of members of a Multiprofessional Health Residency program and Residency in Gynecology and Obstetrics of Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC)/UFRN. This is a cross-sectional observational study. The resistance profile of the isolated strains was performed by the manual disk diffusion method, being the phenotyps MR-SCN and MSLB evaluated by the cefoxitin resistance test and Test D, respectively. Biofilm production was evaluated by adherence to 96-well flat-bottom plates and further reading by UV light spectrophotometer. The results showed that 83.3% of the strains showed resistance to at least one of the tested antimicrobials and 91.7% of them were biofilm producers at some level, being often classified as poorly producing. The MR-SCN and MSLB phenotypes were present in only 8% and 12.5% of the strains, respectively. A direct relationship between antimicrobial resistance and biofilm production was observed, evidenced by the multiresistance profile of the producing strains. The results obtained in this study corroborate the current literature and highlight the importance of knowing the main mechanisms of resistance and virulence of the CNS that are often underestimated.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9542
Other Identifiers: 20150119495
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relaçãodosfatoresdevirulência_Oliveira_2019TEXTO COMPLETO709.92 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons