Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9533
Title: Perfil inflamatório das parasitoses intestinais causadas por helmintos: uma revisão
Other Titles: Inflammatory profile of intestinal parasites caused by helminths: a review
Authors: Almeida, Júlia Kandisse Vieira de
Keywords: Helmintos;Inflamação;Imunorregulação
Issue Date: 5-Oct-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALMEIDA, Júlia Kandisse Vieira de. Perfil inflamatório das parasitoses intestinais causadas por helmintos: uma revisão. 2019. 42f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Departamento de Farmácia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Os helmintos infectam bilhões de pessoas em todo o mundo, quando transmitidos para o hospedeiro causam uma agressão, através de ações espoliadora, tóxica, mecânica ou localização ectópica, desencadeando uma resposta imune e inflamação. Diante disto, esta revisão aborda os mecanismos imunológicos e imunorregulatórios relacionados a estes parasitos, com objetivo de compreender melhor as patogenias envolvidos nas helmintíases. Para todos os helmintos intestinais foi encontrado perfil inflamatório semelhante: a resposta inata, seguida da ativação da via alternativa do sistema complemento, que estimula o C3b (opsonização) e C5a (ativa mastócitos, basófilos e inflamação). Assim como a resposta adaptativa (Th2), onde partes do parasito, os Padrões moleculares associados à patógenos (PAMP), são reconhecidas pelas células apresentadoras de antígenos (APC) e via Complexo Principal de Histocompatibilidade de classe II (MHC II), é apresentado para o TCD4, também chamado de Th0, a Interleucina-4 (IL-4) produzida por mastócitos e eosinófilos, transforma Th0 em Th2, assim o Th2 passa a produzir várias substâncias como IL-13, IL-4, IL-5. Todos os mecanismos discutidos nesta revisão colaboraram para uma melhor compreensão da patogenia das helmintíases, bem como para nortear novas pesquisas.
Abstract: Helminths infect billions of people worldwide, when transmitted to the host cause aggression through spoiling, toxic, mechanical or ectopic localization, hence an immune response and inflammation. Thus, this review addresses the immunological and immunoregulator mechanisms of these parasites in order to better understand how the pathogens are applied by helminths. For all intestinal helminths, a similar inflammatory profile was found: the innate response, followed by activation of the alternative complement pathway, which stimulates C3b (opsonization) and C5a (activates mast cells, basophils and inflammation), as well as the adaptive response (Th2), where parts of the parasite, the associated molecular patterns Pathogens (PAMP), are recognized by antigen presenting cells (APC) and via Class II Main Histocompatibility Complex (MHC II) pathway, it is presented for TCD4, also called Th0, turns Th0 into Th2, so Th2 now produces various substances like IL-13, IL-4, IL-5. All the mechanisms discussed in this review contributed to a better understanding of the pathogenesis developed, as well as to guide new research.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9533
Other Identifiers: 2014094862
Appears in Collections:Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Perfilinflamatóriodasparasitoses_Almeida_2019Texto Completo871.91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.