Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/944
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBorges, Boniek Castillo Dutra-
dc.contributor.authorBrito, João Marcos de-
dc.date.accessioned2015-04-13T16:49:26Z-
dc.date.available2015-04-13T16:49:26Z-
dc.date.issued2014-11-25-
dc.identifier.citationBRITO, João Marcos de. Conversão de sistemas adesivos experimentais contendo fotoiniciadores alternativos fotoativados com led´s de segunda e terceira geração. 2014. Monografia (Graduação) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/944-
dc.description.abstractObjetivo: avaliar o grau de conversão dos sistemas adesivos experimentais formulados com fotoiniciadores alternativos e o catalizador de polimerização difeniliodônio, quando fotoativados com LED´s de segunda e terceira geração. Metodologia: foram utilizados quatorze sistemas adesivos experimentais contendo, canforoquinona, bis - aquil fosfínico (BAPO), fenilpropadiona (PPD), o catalizador difeniliodônio e o co – iniciador EDMAB, manipulados, tendo-se como solvente o etanol. O grau de conversão foi analisado por um aparelho de espectroscopia infravermelho acoplado a um dispositivo total atenuado. Uma gota de cada sistema adesivo (n=5) foi aplicada sobre o cristal de seleneto de zinco. Os quais foram volatilizados por 10 segundo a uma distância de 20 cm. Os sistemas adesivos foram fotoativados com os LED´s coltene e bluephase durante 20 segundos a uma distância de 20 cm. O espectro de absorção dos sistemas adesivos polimerizados e não polimerizado foi obtido na região entre 4000 a 650 cm-1, com 32 varreduras na resolução de 4 cm.-1 Considerou-se o intervalo de 1590 a 1660cm1 para observações da absorbância em 1608 a 1638 cm-1, as quais sinalizam, respectivamente os picos de absorção das ligações vilinicas aromáticas e alifáticas. Os resultados do DC (%) foram obtidos através da equação: 𝐷𝐶=100×[1−(𝑅 𝑝𝑜𝑙𝑖𝑚𝑒𝑟𝑖𝑧𝑎𝑑𝑜𝑅 𝑛ã𝑜 𝑝𝑜𝑙𝑖𝑚𝑒𝑟𝑖𝑧𝑎𝑑𝑜)]. Resultados: Para a maioria dos sistemas adesivos, o LED de terceira geração propiciou grau de conversão estatisticamente superior, com exceção dos sistemas adesivos contendo apenas CQ e CQ + difeniliodônio. Os sistemas adesivos fotoativados com os LED de segunda geração, os que continha CQ em sua composição apresentou um valor de conversão maior. Já os sistemas adesivos fotoativados com o LED de terceira geração, os fotoiniciadores com as seguintes formulações CQ + PPD + BAPO + difeniliodônco, BAPO + PPD + difeniliodônio, PPD + difeniliodônio e BAPO + difeniliodônico apresentaram uma maior conversão. Conclusão: Os LED´s influenciam diretamente no grau de conversão dos sistemas adesivos alternativos, dependendo da composição do fotoiniciador.pr_BR
dc.language.isopt_BRpr_BR
dc.publisherOdontologiapr_BR
dc.subjectLuzes de curapr_BR
dc.subjectFotoiniciadores dentáriospr_BR
dc.subjectAdesivos dentáriospr_BR
dc.titleConversão de sistemas adesivos experimentais contendo fotoiniciadores alternativos fotoativados com led´s de segunda e terceira geração.pr_BR
dc.title.alternativeConversion of experimental system containing photoinitiators round with alternative photoactive leds second and third generationpr_BR
dc.typeArticlepr_BR
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
[2014] Conversão de sistemas adesivos experimentais.pdftrabalho de conclusão de curso - odontologia 2014.2504,36 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.