Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9238
Title: Colutório bucal, há conhecimento sobre seu uso?
Authors: Mauricio, Marcelo
Keywords: Oral antiseptics;Teenagers;Information
Issue Date: 17-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MAURICIO, Marcelo. Colutório bucal, há conhecimento sobre seu uso? 2019. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução – Para uma melhor higiene bucal, a população recorre ao uso dos antissépticos bucais, de forma indiscriminada, visto que esses produtos são facilmente comercializados pelos estabelecimentos comerciais. Objetivo – avaliar o uso e o grau de informação de estudantes de uma escola pública e privada quanto aos colutórios bucais. Metodologia – esse é um estudo seccional, realizado em Natal/RN com 60 estudantes, sendo 30 da escola Henrique Castriciano (Bairro do Tirol), e mais 30, da Escola Estadual Lauro de Castro (Bairro Cidade da Esperança). Foi aplicado um questionário ordenado em três partes: identificação, características socioeconômicas e hábitos de saúde oral. A análise descritiva foi realizada, bem como o teste do qui-quadrado para verificar a associação do desfecho e as variáveis independentes. Resultados – do total de 60 adolescentes participantes, 78% eram mulheres, 77,6% de pardos, 52% possuíam plano de saúde, 75% moravam em casa própria, 52,5% tinham cobertura de assistência médica através de um plano de saúde e 35% eram usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Quanto aos enxaguantes bucais, 56% dos estudantes faziam uso, sendo recomendados principalmente pelos parentes (47%) e dentistas (35%). Auxiliar a limpeza dos dentes foi o principal objetivo do uso de colutórios (41%) e o dentista o maior responsável pela escolha do tipo de enxaguante. A grande maioria das estudantes usava o colutório (76%) para complementar a higiene bucal. Os adolescentes que moravam em casa própria utilizavam mais colutório, com 61,8% (p<0,05). Já em relação ao acesso a plano de saúde e o tipo de escola que estudavam (pública ou privada) não foi verificado diferença estatisticamente significativa. Conclusão – A maioria dos estudantes fazia uso de enxaguantes bucais, indicados majoritariamente pelos parentes, e apresentavam hábitos de higiene bucal adequados, independente da condição social.
Abstract: Introduction for better oral hygiene, the population uses the oral antiseptic indiscriminately, since commercial establishments easily market these products. Objective - to evaluate the use and the degree of information of students of a public and private school regarding oral mouthwashes. Methodology - this is a sectional study, carried out in Natal/RN with 60 students, 30 of the Henrique Castriciano school (neighborhood of Tirol) and 30 of the Lauro de Castro State School (neighborhood of Cidade da Esperança). A questionnaire was applied in three parts: identification, socioeconomic characteristics and oral health habits. The descriptive analysis was performed, as well as the chi-square test to verify the association of the outcome and the independent variables. Results - of the 60 participating adolescents, 78% were women, 77.6% were pardos, 52% had a health plan, 75% lived in their own homes, 52.5% had health care coverage through a health plan and 35% were users of the Unified Health System (SUS). Regarding oral rinses, 56% of the students used it, being recommended mainly by relatives (47%) and dentists (35%). Assisting tooth cleaning was the main purpose of mouthwashes (41%) and the dentist was the one most responsible for choosing the type of rinse aid. The vast majority of students used mouthwash (76%) to supplement oral hygiene. Adolescents living in their own home used more mouthwash, with 61.8% (p <0.05). Regarding the access to health insurance and the type of school they studied (public or private), there was no statistically significant difference. Conclusion - Most of the students used oral rinses, indicated mainly by relatives, and presented adequate oral hygiene habits, regardless of social condition.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9238
Other Identifiers: 2014001943
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC Marcelo 16 12.docx484.5 kBMicrosoft Word XMLView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons