Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9152
Title: Análise microestrutural do aço Dual Phase tratado por Têmpera e Partição
Authors: Braga, Lucas Daniel Pinto Barbosa
Keywords: Aços dual phase; EBSD; Têmpera e Partição.;Dual Phase steel; EBSD; Quenching and Partition.
Issue Date: 2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BRAGA, Lucas Daniel Pinto Barbosa. Análise microestrutural do aço Dual Phase tratado por Têmpera e Partição. 2019. 58f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Materiais) - Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia de Materiais, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Neste trabalho foi avaliada a microestrutura gerada no aço Dual Phase pelo tratamento de Têmpera e Partição (T&P). Os tratamentos térmicos intercriticos, a 740°C por um tempo de encharque de 1h na região considerada intercrítica, seguido de têmpera água e em banho de sal nas temperaturas de 100ºC e 200°C respectivamente, intermediárias às temperaturas Ms e Mf, numa isoterma (tratamento de partição) de 30 minutos. Foram utilizadas as técnicas de microscopia óptica (MO) e eletrônica de varredura (MEV) e difração de elétrons retroespalhados (EBSD) para a caracterização microestrutural do material obtido. Para as caracterizações via MO e MEV foi utilizado os reagentes Le Pera e Nital 5% para contrastar fase e constituinte, enquanto no EBSD foram utilizados os mapas e índice de qualidade (IQ), notando formação de ferrita e complexa microestrutura (martensita, martensita auto-revenida e possivelmente bainita) na microestrutura do aço. Já para a quantificação de fases foram analisadas via histogramas de IQ do EBSD no software Esprit 2.1, observando a presença da fração de fase ferrítica e dos microconstituintes presente na matriz ferrítica. No material tratado também ocorreu ensaio de dureza e microdureza para avaliar a resistência de suas regiões. Os resultados obtidos indicam que as técnicas de MO, MEV-FEG e EBSD contribuíram para a compreensão microestrutural, com destaque para a análise via MEV-FEG, permitindo a observação de maiores detalhes, como contraste entre fases e microconstituintes (diferenciação de composição) e topografia.
Abstract: In this work the microstructure generated in the Dual Phase steel by the Quench and Partition (T & P) treatment was evaluated. The heat treatment consists of heating the material at 740 ° C for a soaking time of 1h in the region considered to be intercritical, followed by quenching in brine and water at temperatures of 100 ° C and 200 ° C respectively, intermediate at Ms and Mf temperatures, in an isotherm (partition treatment) of 30 minutes.Optical microscopy (MO),scanning electron (SEM) and backscattered electron diffraction (EBSD) techniques were used for the microstructural characterization of the obtained material. For the characterizations via MO and MEV, Le Pera and Nital 5% were used to contrast phase and constituent, while in the EBSD the maps and quality index (IQ) were used, noting ferrite formation and complex microstructure (martensite, martensite, and possibly bainite) in the microstructure of the steel.On other hand, the quantification of phases were analyzed by histograms of IQD of the EBSD in the software Esprit 2.1, observing the presence of the fraction of the ferritic phase and the constituent present. After, hardness and microhardness test was performed to evaluate the resistance of regions. The results indicate that the MO, MEV-FEG and EBSD techniques contributed to the microstructural understanding, especially the MEV-FEG analysis, allowing the observation of more details, such as chemical composition and topography.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9152
Other Identifiers: 20170108158
Appears in Collections:Engenharia de Materiais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Lucas Daniel P.B.B final do trabalho.pdf4.87 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons