Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9141
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorde Campos Bicudo, Tatiana-
dc.contributor.authorTeixeira Araujo de Freitas, Allysson Mastrângelo-
dc.date.accessioned2019-07-04T00:00:27Z-
dc.date.available2019-07-04T00:00:27Z-
dc.date.issued2019-06-25-
dc.identifier20170008555pt_BR
dc.identifier.citationFREITAS, ALLYSSON MASTRÂNGELO TEIXEIRA ARAUJO DE. GLICERINA RESIDUAL COMO AGENTE LUBRIFICANTE EM ÓLEO DIESEL S10. 2019. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9141-
dc.description.abstractFrom the environmental point of view, the use of diesel fuel poses great risks to the planet, as it also produces high toxicity, such as nitrogen oxides (NOx), sulfur oxides (SOx) and carbon monoxide (CO). Sulfur and nitrogen are the directors of oil lubrication on the internal parts of the engine, it implicitly takes away an increase in the wear of some components. Biodiesel presents itself as a good alternative to diesel, coming from renewable sources, has a cleaner burning, less polluting the environment. One of the problems of Biodiesel is the strong production of glycerine, a product of low commercial value, but with good physical-chemical properties. Thus, the present study is useful the residual glycerin potential of biodiesel production, as is the case of diesel oil s10, the most common in the country, in order to improve its property of lubrication. A residual glycerin (crude) for the purification process for engine malfunction. In this study, the purification was performed in two stages, the first one was with a phosphoric, to make a separation between glycerol and salts and fatty acids (pre-purification). In the second one, the consumption of alcoholic beverages is an option that can be consumed in small quantities, coloration and odors that are still present (purification). As study samples, their physical-chemical and spectroscopic properties were evaluated. The results revealed that the purification method was efficient for an analyzed glycerin. Purified glycerine was used to add diesel at different concentrations. The High Frequency Reciprocating Rig (HFRR) Analysis showed that for a sample with 10% glycerin, there was a 12% decrease in the level of bedsores. The formation of the lubrication film has also been improved. Comparing the rheology of the samples, it can be seen that the presence of glycerine does not alter the considerable mode, the results of the components.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.rightsCC0 1.0 Universal*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/publicdomain/zero/1.0/*
dc.subjectGlicerinapt_BR
dc.subjectDieselpt_BR
dc.subjectLubrificaçãopt_BR
dc.subjectHFRRpt_BR
dc.titleGlicerina residual como agente lubrificante em óleo Diesel S10pt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.contributor.referees1Mousinho Lago, Daniel-
dc.contributor.referees2Gomes de Oliveira, Keverson-
dc.description.resumoDo ponto de vista ambiental, a queima do óleo Diesel apresenta grandes riscos ao planeta, pois ele gera resíduos de elevada toxicidade, como por exemplo, o óxido de nitrogênio (NOx), óxido de enxofre (SOx) e monóxido de carbono (CO). O enxofre e o nitrogênio são os responsáveis diretos pela lubricidade do óleo em partes internas do motor, retira-los de vez implicaria um aumento no desgaste de alguns componentes. Advindo de fontes renováveis, o Biodiesel apresenta-se como uma boa alternativa ao Diesel, ele possui uma queima mais limpa, poluindo menos o meio ambiente. Um dos problemas do Biodiesel é a produção acentuada de glicerina, produto de baixo valor comercial, mas que possui boas propriedades físico-químicas. Assim, o objetivo do presente estudo é avaliar o potencial da glicerina residual da produção de biodiesel como agente lubrificante em óleo Diesel s10, o mais comum no país, no intuito de melhorar sua propriedade de lubrificação. A glicerina residual (bruta) necessita passar pelo processo de purificação para não prejudicar o funcionamento do motor. Neste estudo, a purificação foi realizada em dois estágios, sendo o primeiro com ácido fosfórico, para fazer a separação entre o glicerol e os sais e ácidos graxos (pré-purificação). Na segunda etapa, carvão ativado foi empregado para retirar pequenas impurezas, coloração e odores que ainda poderiam estar presentes (purificação). As amostras em estudo foram avaliadas quanto às suas propriedades físico-químicas e espectroscópicas. Os resultados revelaram que o método de purificação foi eficiente para a glicerina analisada. A glicerina purificada foi usada para aditivar o diesel em diferentes concentrações. Analise no High Frequency Reciprocating Rig (HFRR) mostraram que para a amostra com 10% de glicerina, houve uma diminuição de 12% no nível de escaras. A formação do filme de lubrificação também apresentou melhora. Comparando a reologia das amostras, pode-se perceber que a presença da glicerina não altera de modo considerável os resultados.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentEngenharia Mecânicapt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
Appears in Collections:Engenharia Mecânica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Allysson_TCC_Mecanica_final.pdfGlicerina residual como agente lubrificante em óleo Diesel S10981.42 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons