Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9119
Title: Avaliação in vitro das alterações superficiais em esmalte de dentes bovinos submetidos extrato da folha do cajá (Spondias mombin L.)
Authors: Alves, Franciara Maria Gomes
Keywords: Fitoterapia;Extratos vegetais;Spondias;Antissépticos bucais;Esmalte dentário;Propriedades de superfície
Issue Date: 18-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ALVES, Franciara Maria Gomes. Avaliação in vitro das alterações superficiais em esmalte de dentes bovinos submetidos ao extrato da folha do cajá (Spondias mombin L.). 2019. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A espécie Spondias mombin L., popularmente conhecida como cajá, tem sido amplamente estudada como um potencial agente fitoterápico na Odontologia, tendo em vista que extratos advindos dessa planta apresentam excelente efeito antimicrobiano. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a superfície do esmalte de dentes bovinos submetidos ao extrato da folha do cajá (Spondias mombin L.), a fim de detectar possíveis alterações superficiais. Para isso, foram utilizados 30 dentes bovinos, distribuídos em três grupos (Grupo Clorexidina 0,12%; grupo água destilada e grupo experimental: extrato diluído 1:32 de Spondias mombin L.), onde foram analisadas as seguintes variáveis: molhabilidade/energia livre de superfície (ELS), utilizando-se a técnica da gota séssil; micromorfologia de superfície, utilizando-se Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV); rugosidade, utilizando-se o rugosímetro; estabilidade de cor, analisada com o auxílio do espectrofotômetro portátil operando com o sistema CIEL*a*b*. Além disso, também foram avaliados pH dos líquidos, por meio de um potenciômetro. Os resultados obtidos foram analisados estatisticamente por meio do teste de Análise de Variância (ANOVA) com pós-teste de Tukey e nível de significância de 5% para distribuição normal e Kruskal-Wallis para distribuição não paramétrica. Os resultados demonstraram que o extrato hidroetanólico de Spondias mombin L. apresentou um pH ácido (2,96 ± 0,82) e, quando em contato com os dentes bovinos, diminui a ELS, porém não causa diferenças estatisticamente significativas na rugosidade; as imagens da micromorfologia da superfície demonstraram uma possível impregnação das soluções na superfície; quanto à estabilidade de cor, notou-se que somente o extrato de cajá causou alterações significativas. Concluindo, assim, que, segundo a metodologia empregada, os dentes bovinos são susceptíveis a alterações superficiais quando submetidos ao extrato da folha do cajá.
Abstract: The species Spondias mombin L., popularly known as cajá, has been widely studied as a potential phytotherapeutic agent in Dentistry, considering that extracts from this plant have an excellent antimicrobial effect. Therefore, the objective of this work was to evaluate the enamel surface of bovine teeth submitted to cajá leaf extract (Spondias mombin L.) in order to detect possible superficial changes. For this, 30 bovine teeth were used, distributed in three groups (Chlorhexidine Group 0.12%, distilled water group and experimental group: diluted extract 1:32 of Spondias mombin L.), where the following variables were analyzed: wettability / energy free surface (ELS), using the sessile gout technique; surface micromorphology, using Scanning Electron Microscopy (SEM); rugosity, using the rugosimeter; color stability, analyzed with the aid of the portable spectrophotometer operating with CIEL * a * b * system. In addition, pH of the liquids was also evaluated by means of a potentiometer. The results were statistically analyzed using the Analysis of Variance (ANOVA) test with Tukey post-test and significance level of 5% for normal distribution and Kruskal-Wallis for non-parametric distribution. The results showed that the hydroethanolic extract of Spondias mombin L. presented an acid pH (2.96 ± 0.82) and, when in contact with the bovine teeth, it reduced the ELS, but did not cause statistically significant differences in the roughness; the micromorphology images of the surface showed a possible impregnation of the solutions on the surface; As for color stability, it was noted that only the cajá extract caused significant changes. In conclusion, according to the methodology employed, bovine teeth are susceptible to superficial changes when submitted to the leaf extract of the cajá.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9119
Other Identifiers: 2015072823
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AvaliaçãoInVitro_Alves_2019.pdf749.86 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons