Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9039
Title: Entre consanguinidade e afetividade: uma análise sobre a adoção "à brasileira"
Authors: Medeiros, Beatriz Yanne Cordeiro de
Keywords: Adoção à brasileira;Família;Afetividade;Parentesco;Preconceito racial
Issue Date: 18-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Beatriz Yanne Cordeiro de. Entre consanguinidade e afetividade: uma análise sobre a adoção "à brasileira". 2019. 57f. Monografia (Graduação em Serviço Social) - Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Trabalho de conclusão de curso de graduação fruto de pesquisa etno-bibliográfica. Intenta indagar sobre o instituto da adoção, mais especificamente sobre a maneira tipicamente brasileira de se constituir tal processo. O principal objetivo é o de discutir sobre as diferentes formas como a chamada adoção “à brasileira”, em particular a noção de família vem sendo interpretada na representação de mães adotantes que realizaram esta modalidade de filiação no Estado do Rio Grande do Norte. Ainda busca não apenas identificar qual a noção de família e de adoção para estas mulheres – compreendendo de que maneira os referidos conceitos são percebidos por elas – como também analisar quais foram os preconceitos enfrentados pelas adotantes e seus filhos após tal decisão – elucidando quais foram as razões que propiciaram a escolha pelo modo de perfilhação “à brasileira” e não pelo modo formal de adoção. No que tange aos procedimentos metodológicos utilizados, o método de análise da realidade social a ser aplicado neste trabalho é o método do materialismo histórico dialético, lançando mão de três instrumentos de pesquisa: a revisão bibliográfica e documental, a realização de entrevistas semiestruturadas, e a análise dos dados coletados. Estes apontaram para predominância da relação entre afetividade e parentesco em cada uma das dinâmicas familiares analisadas, condicionando também a noção de adoção a esta lógica, fato bastante recorrente com a remodelação das relações familiares na contemporaneidade. Dentre os limites que atravessam o processo de perfilhação, evidenciados em entrevistas, o preconceito racial, fruto de uma herança cultural, apareceu enquanto um dos principais entraves presentes no cotidiano das adotantes “à brasileira”.
Abstract: Essay based on ethno-bibliographic research that tries to inquire about the Institute of adoption in Brazil. The main objective is to discuss about the various forms of establishing such process in the country, considering as a protagonist the so-called "Brazilian adoption". The notion of family has been interpreted in the representation of adopting mothers who performed this type of membership in the state of Rio Grande do Norte, trying to investigate and analyze prejudices faced by this adopters and their Children after such a decision – elucidating what were the reasons that favored the choice of the "Brazilian" mode of expression and not the formal mode of adoption. Regarding the methodological procedures used, the method of analysis of social reality to be applied in this work is the dialectical historical materialism method, using three research instruments: bibliographical and documentary revision, semi-structured interviews, and analysis of collected data. These factors pointed to a predominance of the relationship between affectivity and kindship in each of the family dynamics analyzed, also conditioning the notion of adoption to this logic, a fact quite recurrent with the remodeling of family relations in the contemporary world. Beyond the limits that evolve the process of filliation that was found throught interviews, racism as a consequence of cultural inheritance was shown as a major problem in the life of the adopted children in the "brazilian way".
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/9039
Other Identifiers: 2015065749
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EntreConsanguinidadeEAfetividade_Medeiros_2019.pdf464.35 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons