Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8991
Title: Determinação de acidez em sucos de frutas e elaboração de cartilha educativa sobre o tema
Authors: Anjos, Antonia Isabelly Monteiro dos
Keywords: Sucos;Acidez;Trato Gastrointestinal Superior
Issue Date: 12-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ANJOS, Antônia Isabelly Monteiro dos. Determinação de acidez em sucos de frutas e elaboração de cartilha educativa sobre o tema / Antônia Isabelly Monteiro dos Anjos. 2019. 66f. Monografia (Graduação em Nutrição) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Santa Cruz, RN, 2019.
Portuguese Abstract: Os ácidos orgânicos presentes nos sucos de fruta contribuem para o sabor característico, regulam a acidez dos sucos e são considerados bons estimulantes gástricos, podendo desencadear sintomas em pacientes com distúrbios do trato gastrointestinal superior. Uma excelente ferramenta para controlar os sintomas leves é a dieta, que inclui evitar alimentos cítricos no tratamento dietético, porém a exclusão de sucos e frutas ácidas é pouco específica. Dessa forma, o objetivo desse trabalho é analisar os sucos de frutas, comparando a acidez para realizar um ranqueamento crescente da acidez dos sucos (industrializados e in natura) e desenvolver uma cartilha de orientação. Foram analisadas 55 amostras de sucos industrializados (néctar, polpa, suco concentrado, suco tropical) sabor laranja, uva, pêssego, maracujá e manga e 28 amostras de sucos in natura de 11 sabores distintos. As análises empregadas foram acidez titulável e determinação do pH. Os resultados apresentam que a primeira opção para prevenir possíveis desconfortos gastroesofágicos são os sucos de fruta naturais, no entanto verificou-se que alguns tipos apresentam acidez elevada limitando o consumo de pessoas que sofrem de refluxo gastroesofágico e gastrite, sendo a orientação para os sabores caju, manga, abacaxi, uva rubi, laranja, goiaba de consumo livre e para os sabores limão, umbu, cajá evitar/diminuir consumo, respeitando a tolerância de cada indivíduo. Diante da variabilidade da acidez de sucos de fruta naturais e sucos industrializados, a cartilha elaborada pode traduzir-se em uma útil ferramenta, já que compara os diferentes produtos que estão à disposição no mercado local.
Abstract: The organic acids present in fruit juices contribute to the characteristic taste, regulate the acidity of the juices and are considered good gastric stimulants and can trigger symptoms in patients with disorders of the upper gastrointestinal tract. An excellent tool to control mild symptoms is the diet, which includes avoiding citrus foods in dietary treatment, but the exclusion of acidic juices and fruits is unspecific. Thus, the objective of this work is to analyze the fruit juices, comparing the acidity to achieve a descending ranking of the acidity of the juices (industrialized and in natura) and to develop an orientation booklet. Fifty - five samples of industrialized juices (nectar, pulp, concentrated juice, tropical juice) were analyzed in orange, grape, peach, passion fruit and mango juice and 28 samples of fresh juices of 11 different flavors. The analyzes used were titratable acidity and pH determination. The results show that the first option to prevent possible gastroesophageal discomforts are the natural fruit juices, however it has been observed that some types present high acidity limiting the consumption of people suffering from gastroesophageal reflux and gastritis, being the orientation to the cashew , mango, pineapple, ruby grape, orange, guava free consumption and for the lemon, umbu, cajá flavors avoid / reduce consumption, respecting the tolerance of each individual. Given the variability of the acidity of natural fruit juices and processed juices, the elaborated primer can be translated into a useful tool, since it compares the different products that are available in the local market.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8991
Other Identifiers: 2015095917
Appears in Collections:FACISA - Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
determinacaodeacidezem_monteiro_2019.pdf
Restricted Access Until 2021-01-01
Parte da Monografia será submetida para publicação na Editora da UFRN e em uma revista cientifica.
DeterminaçãodeAcidezem_Monteiro_20191.01 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons