Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8990
Title: Estado Nutricional Antropométrico e a mobilidade funcional de idosos do International Mobility in Aging Study - IMIAS BRASIL
Authors: Nascimento, Camila Rodrigues do
Keywords: Mobilidade funcional. Estado nutricional antropométrico. Short Physical Performance Battery - SPPB
Issue Date: 1-May-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: NASCIMENTO, Camila Rodrigues do. Estado nutricional antropométrico e a mobilidade funcional de idosos do International Mobility in Aging Study - IMIAS BRASIL. 2019. 46 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição), Departamento de Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A capacidade de se locomover em meio ao espaço com estabilidade é designado como mobilidade, e com o processo de envelhecimento essa aptidão sofre modificações, devido às alterações decorrentes dessa fase. O objetivo desta pesquisa foi analisar a associação do estado nutricional antropométrico e a mobilidade funcional dos idosos de ambos os sexos, residentes da cidade de Natal/RN, que fizeram parte da amostra do International Mobility In Aging Study - IMIAS Brasil. A avaliação da mobilidade foi realizada por meio da escala Short Physical Performance Battery – SPPB, que mensura a mobilidade através da realização de três testes que estimam o equilíbrio, a velocidade de marcha e a força muscular do individuo. Com a finalização dos testes, os pontos são somados, adotando um ponto de corte < 8 pontos para indivíduos com a mobilidade reduzida. Também foram aferidos peso e estatura para verificação do estado nutricional antropométrico pelo Índice de Massa Corporal, e Perímetro da Panturrilha, Perímetro da cintura e Diâmetro Abdominal Sagital. As variáveis sociodemográficas analisadas foram sexo, faixa etária, escolaridade e renda mensal. Os dados foram analisados conforme a natureza das variáveis. Para verificar a associação entre a mobilidade funcional e estado nutricional antropométrico foi utilizado o teste do qui-quadrado de Pearson. Foram incluídos 166 idosos no estudo, onde a maior proporção foi do sexo feminino (51,8%), com maior percentual de excesso de peso (56,5%), alto risco cardiovascular verificado pelo perímetro da cintura (92,6%) e diâmetro abdominal sagital (82,4%). O escore SPPB força e o total foram diferentes entre os sexos, apresentando maiores escores para o sexo masculino. Entre a associação do escore de SPPB e o perímetro da cintura foram observados maiores valores entre os idosos que apresentaram baixo risco cardiovascular (p < 0,05). Não houve diferenças estatisticamente significantes entre as médias, para a perda de massa muscular, IMC e diâmetro abdominal sagital para todos os escores do SPPB, como para os escores SPPB equilíbrio, SPPB velocidade de marcha e total para perímetro da cintura. A ocorrência de redução de mobilidade nos idosos da população em estudo foi de 17,5%. Foi encontrada significância estatística entre o escore força com o sexo e o perímetro da cintura.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8990
Other Identifiers: 20150117650
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EstadoNutricional_Nascimento_2019792,48 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons