Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8879
Title: Controle de biomassa Algal em águas eutróficas do semiárido: experimento em microescala com a técnica “Flock & Sink”
Authors: Farias, Luan de Lima
Keywords: Cianobactérias;Sedimentação;Restauração;Geonengenharia
Issue Date: 13-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FARIAS, Luan de Lima. Controle de biomassa Algal em águas eutróficas do semiárido: experimento em microescala com a técnica “Flock & Sink”. 2019. 22f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Ambiental) - Centro de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A ocorrência de florações de algas é o principal sintoma da eutrofização. O rápido aumento da biomassa algal, em especial nos casos de ocorrência de cianobactérias potencialmente tóxicas, provoca danos econômicos, ecológicos e para a saúde humana, comprometendo o abastecimento em áreas sofrendo com escassez hídrica, como o semiárido brasileiro. As mudanças climáticas previstas provocarão a aumento da magnitude, duração e distribuição das florações. Dessa forma, o controle da proliferação de cianobactérias é essencial e urgente. A remoção de cianobactérias da coluna d’água a partir da aplicação combinada de coagulantes e argilas é uma técnica promissora de controle de florações. Nesse trabalho, testou-se em laboratório a eficiência da aplicação dos coagulantes policloreto de alumínio (PAC) e Tanfloc (TAN) e das argilas bentonitas natural (BEN) e modificada com lantânio (BML) na sedimentação de biomassa algal proveniente de um reservatório eutrófico do semiárido. Mesmo em pequenas doses, PAC sozinho foi suficiente para a sedimentação das cianobactérias. TAN obteve melhores resultados quando combinado com as argilas. BML e BEN apresentaram semelhante eficiência na sedimentação de biomassa algal, apesar da argila natural provocar maior aumento na turbidez no fundo dos tubos. A técnica se mostrou eficiente na sedimentação de biomassa algal.
Abstract: Cyanobacterial bloom is the main symptom of eutrophication. The rapid growth of cyanobacteria biomass and its toxin production potential cause economic, ecological and health damages, compromising water distribution in water shortage areas, such as the Brazilian semiarid. The foreseen global climate change will induce the increase in magnitude, duration and distribution of cyanobacterial blooms. Thus, mitigating cyanobacterial nuisance is essential and urgent. Striping the water column from cyanobacteria with the combined application of coagulants and clays is a promising mitigating technique. This laboratory study examined the efficacy of coagulants polyaluminium chloride (PAC) and Tanfloc (TAN) and lanthanum modified (BML) and natural (BEN) bentonites combined application in the sedimentation of biomass from a semiarid eutrophic reservoir. Even in small doses, PAC alone was sufficient for cyanobacteria sedimentation. TAN had better results when combined with the clays. BML and BEN showed similar efficacy in cyanobacterial biomass sedimentation, although the natural clay resulted in higher turbidity in the bottom of the test tubes. The technique showed itself efficient in the algal biomass sedimentation.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8879
Other Identifiers: 20170008519
Appears in Collections:Engenharia Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Controle de biomassa algal_Monografia.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons