Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/886
Título: A influência do trabalho infantil sobre as perspectivas de vida da criança e do adolescente
Autor(es): SILVA, Diana Ferreira da
Palavras-chave: Trabalho infantil;Efetivação do princípio da proteção integral;Consequências do trabalho infantil;Bairro Passagem de Areia
Data do documento: 24-Nov-2014
Editor: Direito
Referência: SILVA, Diana Ferreira da. A influência do trabalho infantil sobre as perspectivas de vida da criança e do adolescente. 2014. 57f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) – Departamento de Direito, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Abstract: O objetivo deste estudo é investigar a relação entre o exercício do labor infantil e as consequências deste em diversos aspectos da vida da criança e do adolescente, como o psicológico, físico, social, educacional e especialmente a influência sobre suas perspectivas de vida. É um estudo que se justifica pela grande relevância do tema na sociedade, tendo em vista o grande contingente de crianças e adolescentes que trabalham no Brasil e no mundo. Para a realização desta pesquisa, buscou-se num primeiro momento compreender o tema do ponto de vista teórico a partir de uma revisão bibliográfica para determinar como o trabalho infantil se desenvolveu historicamente no mundo e no Brasil. Avaliou-se ainda como ocorreram historicamente a construção e evolução das medidas legislativas que têm o condão de combater e prevenir o trabalho infantil. Num segundo momento, foi realizada uma pesquisa de campo, por meio de entrevistas feitas a 38 crianças e adolescentes entre 6 e 16 anos de idade, permitindo a realização de análises qualitativas e quantitativas dos dados extraídos. Tais análises possibilitaram a constatação do envolvimento de um grande número de crianças e adolescente com trabalho infantil e apesar de todo o prejuízo que o trabalho infantil pode lhes causar, constatou-se contudo que crianças e adolescentes envolvidas em trabalho infantil ainda são capazes de ter perspectivas de vida e desejo de um futuro melhor, embora a exploração da mão de obra infantojuvenil normalmente inviabilize sua concretização. É neste contexto que torna-se imperativo efetivar o princípio da proteção integral, insculpido no art. 227 da Constituição Federal, e de responsabilidade da família, da sociedade e do Estado e verifica-se que a escola se apresenta como um meio absolutamente viável para a efetivação deste preceito legal.
Descrição: Participaram da Banca Examinadora os Professores Simone Fernandes de Melo (UFRN) e Samuel Max Gabbay (UFRN).
URI: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/886
Aparece nas coleções:Direito

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DianaFS_Monografia.pdfTexto completo1,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons