Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8847
Title: Relação entre o estado nutricional de escolares sobre a adesão e aceitabilidade da alimentação escolar
Authors: Barbosa, Fernanda Louysy Alves
Keywords: Alimentação escolar;Estado nutricional;Estudantes;School Feeding;Nutritional Status;Students
Issue Date: 13-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BARBOSA, Fernanda Louysy Alves. Relação entre estado nutricional de escolares sobre a adesão e aceitabilidade da alimentação escolar. 2019. 43 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2019.
Portuguese Abstract: Objetivo: Verificar a relação entre o estado nutricional de escolares sobre a adesão e aceitabilidade da alimentação escolar. Métodos: Estudo de corte transversal realizado com escolares de 2° ao 5° ano matriculados em escolas públicas do município de Santa Cruz – RN. Os dados relacionadas a aceitabilidade e adesão a alimentação escolar foram provenientes da aplicação de questionário envolvendo a escala hedônica facial de 5 pontos e a frequência do consumo alimentar dos discentes na escola, a análise do estado nutricional (IMC/I) foi realizada através de antropometria, aferindo peso e altura dos escolares por meio do protocolo do SISVAN. As analises estatísticas foram executadas através do SPSS versão 22.0 para Windows, para a verificação da relação de associação entre o estado nutricional, adesão e aceitabilidade da alimentação escolar foram utilizados os testes, Qui- quadrado e exato de Fisher. Onde foram considerados estatisticamente significativos valores de P<0,05. Resultados: A amostra foi composta por 446 escolares com prevalência de 65% de sexo masculino. A adesão a alimentação escolar encontrada através da frequência de consumo da alimentação escolar é caracterizada como média, obtendo percentual de 73,6%, a variável de aceitabilidade não atingiu o preconizado pelo programa, apresentando resultando em 72,8%. Com relação ao estado nutricional dos escolares, cerca de 26,5% apresentam sobrepeso e obesidade e 4,9% apresentam baixo peso. As associações estabelecidas não apresentaram inferência entre o estado nutricional e a adesão e aceitabilidade. Conclusão: Não houve adesão de forma universal como é esperado pela legislação do PNAE, assim como a aceitabilidade também não atinge a porcentagem ideal para o teste de aceitabilidade e os achados referentes ao estado nutricional sugerem o quadro de transição nutricional. Já os dados referentes a relação entre o estado nutricional e a adesão e aceitabilidade a alimentação escolar não apresentaram significância estatística.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8847
Other Identifiers: 20150128805
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RelaçãoDoEstadoNutricional_BARBOSA_2019.pdf
Restricted Access Until 2021-08-31
O presente estudo deve ser mantido em embargo devido a submissão e possível publicação do mesmo em revista (Saúde Santa Maria) a qual solicita dados exclusivos, inéditos diante da pesquisa realizada, como também a não publicação, envio ou submissão do mesmo em outro periódico.
653.79 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons