Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8846
Title: Implicações do estado antropométrico na pressão arterial de escolares do município de Santa Cruz - RN
Other Titles: Implications of the anthropometric state in the blood pressure of schools of the municipality of Santa Cruz - RN
Authors: Medeiros, Ana Luísa dos Santos
Keywords: Pressão Arterial;Blood Pressure;Estado Nutricional;Nutritional Status;Criança;Child;Adolescente;Adolescent
Issue Date: 13-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Ana Luisa dos Santos. Implicações do estado antropométrico na pressão arterial de escolares do município de Santa Cruz - RN. 2019. 48 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2019.
Portuguese Abstract: OBJETIVO: O presente estudo tem como objetivo analisar as implicações do estado antropométrico nos índices de pressão arterial sistólica e diastólica de escolares entre os anos de 2016 e 2017, matriculados na rede pública de Santa Cruz, no interior do Rio Grande do Norte, Brasil. MÉTODOS: Estudo epidemiológico de base populacional, com abordagem quantitativa, realizado com escolares entre o 2° e 6° ano do ensino fundamental. Os escolares cujos responsáveis concordaram em participar, foram incluídos na pesquisa, havendo a realização de avaliação antropométrica e aferição da pressão arterial. A análise estatística dos dados foi realizada no software SPSS. RESULTADOS: A pesquisa foi composta por 818 escolares avaliados entre os dois anos (2016: n=504, 2017: n= 341). Entre os anos, a amostra manteve-se predominantemente em eutrofia, a obesidade aumentou 3,6%, o sobrepeso diminuiu 18,1% e a magreza diminui 11,5%. A CA encontrou-se acima dos pontos de corte. Os resultados demonstraram que a CA apresentou correlação com o aumento da PAS nos anos de 2016 (p= 0,005) e 2017 (p= 0,001), como também com a PAD no ano de 2017 (p= 0,002). O IMC apresentou correlação apenas com o aumento da PAS no ano de 2016 (p= 0,001). CONCLUSÃO: Os resultados demonstraram significativa associação e correlação entre as variáveis antropométricas elevadas (CA e IMC), com o aumento dos valores de pressão arterial em crianças e adolescentes. Estes resultados expõem a qualidade desses indicadores para a utilização e avaliação dos indivíduos em risco.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8846
Other Identifiers: 2015033100
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IMPLICAÇÕESDOESTADOANTROPOMÉTRICO_Medeiros_2019.pdf
Restricted Access Until 2021-07-01
O referido estudo deve ser mantido em embargo devido a submissão e possível publicação do mesmo em revista ( Revista Brasileira em Promoção da Saúde), que pede dados exclusivos e inéditos.
1.22 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons