Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8807
Title: Serviço social e saúde mental: do mito da periculosidade do "louco" ao direito à cidade. Um olhar sobre o estágio obrigatório no Hospital Doutor João Machado
Authors: Rodrigues, Maria Luyza de Lima
Keywords: Serviço Social;Saúde Mental;Direito à cidade;Política urbana;Desigualdade social
Issue Date: 17-Jun-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RODRIGUES, Maria Luyza de Lima. Serviço Social e Saúde Mental: do mito da periculosidade do "louco" ao direito à cidade. Um olhar sobre o estágio obrigatório no Hospital Doutor João Machado. 2019. 61f. Monografia (Graduação em Serviço Social) - Departamento de Serviço Social, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Este documento trata-se de um trabalho de conclusão de curso que pretende fazer uma análise acerca do processo de vivência do estágio no Hospital Doutor João Machado, trazendo consigo a trajetória histórica da saúde mental no Brasil e consequentemente a inserção do serviço social nesse âmbito, além de que se contempla, brevemente, a história do HJM. Ademais, busca-se indagar a respeito da temática do direito à cidade, fazendo assim, uma ligação entre saúde mental e direito à cidade, de modo a tratar de questões invisíveis a sociedade – como o estigma com que as pessoas acometidas por transtornos mentais têm que lidar diariamente e o direito que historicamente foi relegado à população que pertence à classe trabalhadora; como também, destacar a desigualdade que se revela em meio a esse processo. Todo esse trabalho se dá à luz do olhar sobre um hospital psiquiátrico que como o Estado, acaba por excluir os oprimidos e terceirizar a promoção do cuidado. Os objetivos estão assim definidos: analisar os determinantes históricos do direito à cidade e as implicações da desigualdade social a partir dos usuários do Hospital; identificar e analisar a procedência, sexo-gênero dos usuários analisando a relação desta com os espaços geográficos nos quais estão inseridos e averiguar a relação do suporte aos usuários com as condições postas no cotidiano. Ao contemplar as análises da temática chegou se a um resultado satisfatório – um estudo baseado na política de saúde mental do Estado, a partir de usuários do HJM, que possibilitou compreender as implicações das desigualdades sociais reveladas no cotidiano da cidade. Considerando a busca por uma análise a partir da perspectiva de totalidade, utilizou-se o método crítico-dialético para realizar tal estudo. Para além disso, busca-se ainda contribuir para pesquisas posteriores que envolvam as principais categorias de estudo – estágio supervisionado, direito à cidade, política urbana, desigualdade social, política de saúde mental, reforma psiquiátrica-, sempre buscando a relação entre questão social e tais categorias.
Abstract: This document is a work of conclusion of course that intends to make an analysis about the process of experiencing the internship at Hospital Doctor João Machado, bringing with it the historical trajectory of mental health in Brazil and consequently the insertion of social service in this scope, in addition to briefly considering the history of the HJM. In addition, it seeks to inquire about the theme of the right to the city, thus making a link between mental health and the right to the city, in order to address issues invisible to society - such as the stigma with which people suffering from mental disorders have that daily deal and the right that historically was relegated to the population that belongs to the working class; as well as highlighting the inequality that is revealed in this process. All this work comes from looking at a psychiatric hospital that, like the state, ends up excluding the oppressed and outsourcing the promotion of care. The objectives are thus defined: analyze the historical determinants of the right to the city and the implications of social inequality from the users of the Hospital; identify and analyze the origin, sex-gender of the users analyzing the relationship of this with the geographic spaces in which they are inserted and to verify the relation of the support to the users with the conditions put in the quotidian. When contemplating the analysis of the subject, a satisfactory result was reached - a study based on the State's mental health policy, based on HJM users, which made it possible to understand the implications of the social inequalities revealed in the daily life of the city. Considering the search for an analysis from the perspective of totality, the critical-dialectical method was used to carry out such a study. In addition, we also seek to contribute to further research involving the main categories of study - supervised internship, city law, urban policy, social inequality, mental health policy, psychiatric reform - always seeking the relationship between social and such categories.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8807
Other Identifiers: 20150139415
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ServicoSocialSaudeMental_Rodrigues_2019TCC MARIA LUYZA DE LIMA RODRIGUES498.11 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.