Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8784
Title: Adequação energético-proteica em idosos com sarcopenia: resultados do International Mobility In Aging Study – IMIAS Brasil
Authors: Ribeiro, Luís Eduardo Guieu Galvão Telles
Keywords: Envelhecimento; Sarcopenia; Consumo alimentar; Consumo de energia; Consumo de proteínas;Aging; Sarcopenia; Food Consumption; Energy Consumption;
Issue Date: 30-Apr-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RIBEIRO, Luís Eduardo Guieu Galvão Telles. Adequação energético-proteica em idosos com sarcopenia: resultados do International Mobility In Aging Study – IMIAS Brasil. 2019. 52 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) - Departamento de Nutrição, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: A sarcopenia é uma doença relacionada ao envelhecimento, levando a um aumento das necessidades nutricionais, especialmente energia e proteínas. Diante disso, esse trabalho tem como objetivo avaliar o consumo e a adequação energético-proteica em idosos com sarcopenia do IMIAS Brasil. Foi realizado um estudo transversal aninhado a uma coorte utilizando os dados de 169 idosos, obtidos pela Onda 3 do IMIAS Brasil. Foi analisado o consumo alimentar de 23 idosos com sarcopenia. Para o diagnóstico de sarcopenia, foram utilizados os critérios definidos pelo Grupo de Trabalho Europeu sobre Sarcopenia em Pessoas Idosas (EWGSOP), relacionando o índice de massa muscular esquelética com a força de preensão palmar e desempenho físico. O consumo alimentar foi avaliado por meio de 1 recordatório 24h e analisado pelo software Easy Diet Brasil. Foi encontrada uma prevalência de sarcopenia de 14,9% entre os idosos, apresentando associação com o Índice de Massa Corporal (IMC) (p < 0,0001). Em relação ao consumo alimentar, verificou-se que 73% e 60,9% dos idosos apresentaram consumo abaixo do recomendado, para energia e proteínas, respectivamente. A distribuição do consumo de energia e proteínas não foi associada ao sexo, faixa etária ou IMC. Conclui-se que a ocorrência de sarcopenia na população estudada trata-se de um problema de saúde que necessita atenção, principalmente no tocante à assistência nutricional, uma vez que foram encontrados valores alarmantes de baixo consumo energético e proteico, que podem dificultar o tratamento da sarcopenia e agravar suas consequências.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8784
Other Identifiers: 2015077964
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ADEQUAÇÃOENERGÉTICOPROTEICA_RIBEIRO_2019.pdf799,03 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.