Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8775
Título: Função sexual e qualidade de vida de mulheres climatéricas praticantes do método pilates: estudo transversal
Autor(es): Souza, Isabela Karoliny Calixto de
Palavras-chave: Climatério; Qualidade de vida; Função sexual.;Climacteric; Quality of life, Sexual Function
Data do documento: 10-Jun-2019
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Referência: SOUZA, Isabela Karoliny Calixto de. Função sexual e qualidade de vida de mulheres climatéricas praticantes do método pilates: estudo transversal. 2019. 50f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Departamento de Fisioterapia, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Resumo: Introdução: A qualidade de vida no climatério remete-se ao bem-estar físico e social. No entanto, neste período a mulher passa por mudanças fisiológicas, dentre elas, a redução dos níveis hormonais, que pode ser abrupta ou gradativa e atuar diretamente na função sexual. Objetivo: Avaliar a função sexual e a qualidade de vida de mulheres climatéricas praticantes do Método Pilates (MP). Métodos: Foram avaliadas 30 mulheres climatéricas praticantes do Método Pilates por meio dos questionários de qualidade de vida (Utian Quality of Life-UQOL) e função sexual (Female Sexual Function Index - FSFI). A análise estatística foi feita de forma descritiva por meio da média dos escores UQOL e FSFI. Resultados: Ao final, o estudo foi composto por 29 participantes para análise da função sexual e 30 para qualidade de vida, com média de idade de 54,83 (± 9,51) anos da amostra total. O nível de qualidade de vida demonstrou resultado positivo (escore geral: 88,60), enquanto que o nível de função sexual não alcançou o escore mínimo diante das referências da literatura (<26). Conclusão: Os resultados sugerem que o método pilates pode ter influência positiva na qualidade de vida das mulheres, porém parece não influenciar na a função sexual.
Abstract: Introduction: Quality of life in the climacteric period refers to physical and social well-being. However, in this period the woman undergoes physiological changes, among them the reduction of hormonal levels that can be abrupt or gradual and act directly on sexual function. Objectives: To evaluate the sexual function and quality of life of Climacteric women practicing the Pilates Method (PM). Methods: Thirty climacteric women practicing the Pilates Method were evaluated through the Utian Quality of Life (UQOL) and the Sexual Function Index (FSFI) questionnaires. Statistical analysis was done in a descriptive way by the mean of the UQOL and FSFI scores. Results: The study consisted of 29 participants for analysis of sexual function and 30 for quality of life, with a mean age of 54.83 (± 9.51) years. The influence of (PM) for quality of life was of the general score for the UQOL of 88.60. while the level of sexual information did not reach the minimum score in front of the literature references (<26). Conclusion: It is inferred that MP may have a positive influence on women's quality of, and it seems to have the same influence on sexual function
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8775
Outros identificadores: 2014089156
Aparece nas coleções:Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FUNCAOSEXUAL_SOUZA_2019.pdfFUNCAOSEXUAL_SOUZA_2019658.75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons