Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8651
Title: Proposição de protocolo de avaliação de riscos cardiovasculares em iniciantes de atividade física em uma UBS
Authors: Rodrigues, Bárbara Melo
Keywords: SUS.;Atenção básica.;Índice tornozelo-braquial.;QPAF.;Doença cardiovascular.;DAOP.
Issue Date: 16-Apr-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RODRIGUES, Bárbara Melo. Proposição de protocolo de avaliação de riscos cardiovasculares em iniciantes de atividade física em UBS. 2019. 28 f. Monografia (Especialização) - Curso de Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Currais Novos, 2019.
Portuguese Abstract: O programa Saúde da Família está no primeiro nível de atenção do SUS e é considerado uma estratégia primordial para a organização e fortalecimento da Atenção Básica (AB). A partir desse programa, são realizadas ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação de doenças e agravos mais recorrentes. Para efetivar essas ações, é necessário o trabalho de equipes multiprofissionais, dentre eles o Profissional de Educação Física. De acordo com o Código Brasileiro de Ocupações (CBO), é justamente pelo NASF que o profissional da Educação Física é inserido na AB. Algumas doenças crônicas não transmissíveis, como as cardiovasculares, seus fatores de risco metabólicos (diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e dislipidemias) e a incapacidade funcional são importantes causas de morbidade e mortalidade entre adultos e idosos. A Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP) ocorre predominantemente decorrente de fenômenos ateroscleróticos sistêmicos, que provocam obstruções arteriais e está associada a alto risco de morbimortalidade cardiovascular. Expandir a aplicação de avaliação física como pré-requisito à prática de exercícios físicos em grupos de responsabilidade do NASF, pode ajudar a evitar a ocorrência de problemas relacionados ao sedentarismo e de doenças correlatas, além de embasar o profissional de educação física sobre qual tipo de atividade ministrar. Para tanto, nosso trabalho tem por objetivo diagnosticar fatores de risco cardiovasculares por meio da proposição de protocolo composto por questionários como Anamnese contendo fatores de riscos, Questionário de Prontidão para Atividade Física (QPAF) e o Índice Tornozelo-Braquial (ITB) na Unidade Básica de Saúde (UBS) Silvio Bezerra de Melo, localizado no bairro Silvio Bezerra de Melo no município de Currais Novos, região do Seridó do Estado do Rio Grande do Norte (RN). Amostra composta por 31 mulheres com idade entre 18 e25 anos: Os resultados demonstraram por meio do teste do ITB que 35% apresentaram algum tipo de alteração, 32% são pacientes sem consulta médica com tempo superior a um ano, 23% das mulheres apresentaram índice positivo no QPAF, 61% delas apresentaram pelo menos um fator positivo para DAOP, e 19,31% apresentaram 3 ou mais fatores positivos. Estes resultados enfatizam a necessidade de monitoramento de variáveis hemodinâmicas e recolhimento de informações mais específicas e imprescindíveis para subsidiar a prescrição de exercícios físicos, e assegurar qualidade na atuação dos profissionais da educação física.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8651
Other Identifiers: 20174000260
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Atenção Básica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ProposicaoProtocolo_Rodrigues_2019.pdf702.56 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.