Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8644
Title: Alterações lipídicas em adolescentes com sobrepeso e obesidade
Other Titles: Lipid alterations in overweight and obese adolescents
Authors: Correia, Elisandra Macêdo Lima
Keywords: Adolescentes, Sobrepeso, Obesidade, Dislipidemias.;Adolescent, Overweight, Obesity, Dyslipidemias.
Issue Date: Apr-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CORREIA, Elisandra Macêdo Lima. Alterações lipídicas em adolescentes com sobrepeso e obesidade. 2019. 38f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Departamento de Nutrição, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2019.
Portuguese Abstract: Introdução: As dislipidemias são caracterizadas pelas alterações de lipoproteínas como LDL-c, triglicerídeos, HDL-c e colesterol não HDL, as quais podem ser usadas como forma de triagem de diagnóstico para os fatores de risco cardiovascular. Objetivo: Verificar a frequência das alterações do perfil lipídico nos adolescentes com sobrepeso e obesidade. Metodologia: Estudo transversal, envolvendo adolescentes de 10 a 19 anos, de ambos os sexos, com sobrepeso e obesidade, atendidos pelo ambulatório de endocrinologia pediátrica do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) no município de Natal/RN. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HUOL/UFRN e realizado no período de setembro de 2016 a dezembro de 2018. Foram coletados dados antropométricos (peso e estatura para classificação do índice de massa corporal (IMC)) e bioquímicos (colesterol total, LDL-c, HDL-c e triglicerídeos). A distribuição das variáveis foi avaliada pelo teste de Shapiro-Wilk e a correlação das variáveis testada utilizando-se o coeficiente de correlação de Pearson. Para testar a associação entre duas variáveis realizou-se o teste Qui-Quadrado de Pearson. Resultados: Participaram do estudo um total de 124 adolescentes, com maior percentual 52,4% (n= 65) no sexo masculino. Foram encontradas alterações das médias das variáveis lipídicas (colesterol total - 170,71 mg/dL; HDL-c - 39,44 mg/dL; colesterol não-HDL - 131,27 mg/dL e triglicerídeos - 124,44 mg/dL). O grupo com obesidade apresentou resultado significativo para o HDL-c baixo (p 0,004). Verificou-se correlação positiva muito forte entre colesterol total e colesterol não HDL (0,975), colesterol total e LDL-c (0,905) e colesterol não HDL com LDL-c (0,904) (p <0,001). Conclusão: Houve elevada frequência de baixo HDL-c e o colesterol não HDL-c mostrou-se como um bom indicador de alterações lipídicas, tendo em vista a forte correlação com as variáveis aterogênicas (LDL-c e colesterol total).
Abstract: Introduction: Dyslipidemias are characterized by changes in lipoproteins such as LDL-c, triglycerides, HDL-c and non-HDL cholesterol, which can be used as a diagnostic screening for cardiovascular risk factors. Objective: To verify the frequency of changes in the lipid profile in overweight and obese adolescents. Methodology: Cross-sectional study involving adolescents between 10 and 19 years of age, both overweight and obese, attending the pediatric endocrinology outpatient clinic of the Onofre Lopes University Hospital (HUOL) in the city of Natal / RN. The study was approved by the Research Ethics Committee of HUOL / UFRN and carried out from September 2016 to December 2018. Anthropometric data (weight and height for body mass index (BMI) and biochemical total, LDL-c, HDL-c and triglycerides). The distribution of the variables was evaluated by the Shapiro-Wilk test and the correlation of the variables tested using the Pearson correlation coefficient. To test the association between two variables Pearson's Chi-Square test was performed. Results: A total of 124 adolescents participated in the study, with a higher percentage (52.4%) (n = 65) in males. The mean values of lipid variables (total cholesterol - 170.71 mg / dL, HDL-c - 39.44 mg / dL, non-HDL cholesterol - 131.27 mg / dL and triglycerides - 124.44 mg / dL). The obese group presented a significant result for low HDL-c (p 0.004). There was a very strong positive correlation between total and non-HDL cholesterol (0.975), total cholesterol and LDL-c (0.905) and non-HDL cholesterol with LDL-c (0.904) (p <0.001). Conclusion: There was a high frequency of low HDL-c and non-HDL-c cholesterol was shown to be a good indicator of lipid alterations, considering the strong correlation with atherogenic variables (LDL-c and total cholesterol).
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8644
Other Identifiers: 20155137825
Appears in Collections:Nutrição

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alteraçõeslipídicasemadolescentes_Correia_2019.pdf
Restricted Access Until 2021-04-30
Os dados serão enviados para publicação.
Artigo764,72 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.