Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8642
Title: Situação da Leishmaniose visceral canina no município de Currais Novos/RN e sua relação com a Leishmaniose humana no contexto municipal, estadual e nacional.
Authors: Figueredo, Willian Talyson Xavier
Keywords: Epidemiologia;Coinfecção;Zoonose;Geoprocessamento
Issue Date: 19-Mar-2019
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FIGUEREDO, Willian Talyson Xavier. Situação da Leishmaniose visceral canina no município de Currais Novos - RN e sua relação com a Leishmaniose humana no contexto municipal, estadual, e nacional. 2019. 12 f. Monografia (Especialização) - Curso de Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Escola Multicampi de Ciências Médicas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó-RN, 2019.
Portuguese Abstract: A leishmaniose visceral canina (LVC) é uma doença infecciosa causada pelo protozoário Leishmania infantum transmitida pelo vetor Lutzomya longipalpis sendo o cão considerado o principal reservatório doméstico. O Brasil passa atualmente pelo processo de expansão e urbanização da leishmaniose. Este trabalho fez-se necessário devido à falta de conhecimento sobre a situação epidemiológica referente a doença no município de Currais Novos/RN. Utilizando o software de geoprocessamento QGIS foi construído um mapa epidemiológico dos casos de leishmaniose visceral canina no município de Currais Novos registrados nos últimos 3 anos. Os dados coletados a partir do Centro de Controle de Zoonoses foram comparados com a distribuição de casos humanos no estado do Rio Grande do Norte e no Brasil, de 2013 a 2017. Pode-se verificar que a ocorrência de casos humanos no município de Currais Novos parece estar interligada ao quantitativo de cães infectados, No ano de 2015, o bairro Doutor José Bezerra apresentou o quantitativo de 27 casos da doença em cães e 1 caso humano notificado. A prevalência da LVC em alguns bairros da cidade é notória, sendo que os bairros Sílvio Bezerra e Paizinho Maria são os que apresentam maior prevalência na zona urbana e os sítios Cachoeira e Totoró os de maior prevalência na zona rural. Concluiu-se que a criação de mapas temáticos por meio de ferramentas de geoprocessamento demonstrou ser de grande valia para identificação de áreas de risco e que a realização de inquéritos sorológicos caninos demonstrou ser uma ferramenta eficaz de alerta para o surgimento de possíveis casos humanos.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8642
Other Identifiers: 20174000288
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Atenção Básica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCR.pdf1.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons