Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8619
Title: Avaliação do conhecimento e uso de plantas medicinais e fitoterápicos por dentistas do seridó potiguar.
Other Titles: Evaluation of the knowledge and use of medicinal and phytotherapeutic plants by dentists of seridó potiguar.
Authors: Medeiros, Izabel Cristina
Keywords: Plantas medicinais;Fitoterapia;Odontologia;Dentista
Issue Date: 14-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Izabel Cristina de. Avaliação do conhecimento e uso de plantas medicinais e fitoterápicos por dentistas do Seridó Potiguar. 2018. 27 f. Monografia (Especialização) - Curso de Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Escola Multicampi de Ciências Médica, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Currais Novos, 2019.
Portuguese Abstract: As plantas medicinais são utilizadas pela população para o tratamento e prevenção de diversas doenças desde tempos muito antigos. No Brasil, percebe-se que nos últimos anos, pesquisas relacionadas a essas plantas têm crescido progressivamente, principalmente devido à vasta e generosa variedade vegetal que o país apresenta. Na Odontologia o emprego de plantas medicinais ainda é muito recente. Nesse sentido o presente estudo teve como objetivo investigar o conhecimento, atitude e prática dos cirurgiões - dentistas, que atendem na IV região de saúde no estado do Rio Grande do Norte, sobre a fitoterapia na prática clínica. A pesquisa foi realizada a partir de um estudo do tipo exploratório e descritivo. A coleta de dados foi feita em parceria com o Conselho Regional de Odontologia (CRO – RN) a partir de um instrumento de coleta de dados do tipo questionário estruturado, com perguntas abertas e fechadas, disponibilizado a partir de um questionário na plataforma Google Forms e enviado por meio do endereço de e-mail profissional dos dentistas inscritos no CRO-RN que atuam na região, ficando o mesmo disponível por 40 dias, a partir da data de envio, para fins de resposta pelo dentista. Os dados foram analisados a partir da análise bivariada e do teste Qui-quadrado. Apenas 17, 7% dos dentistas entrevistados usam ou indicam plantas medicinais ou fitoterápicos, as espécie mais indicada pelos dentistas é a camomila (Matricaria chamomilla), para aliviar os sintomas da erupção dentária em bebês, tratamento de inflamação e ajuda no processo de cicatrização e o fitoterápico é a Valeriane (Valeriana officinalis L). 91,1% dos entrevistados nunca cursaram nenhuma disciplina sobre a temática em questão, 68,8% não tem conhecimento da Resolução n° 082/2008-CFO. Conclui-se assim que os dentistas em questão fazem pouca indicação ou prescrição de plantas medicinais e fitoterápicos durante seus atendimentos e rotina clínica e é possível que isso se dê pelo pouco conhecimento acerca da temática em questão.
Abstract: Medicinal plants are used by the population for the treatment and prevention of various diseases since very ancient times. In Brazil, it is noticed that in recent years, research related to these plants have been growing progressively, mainly due to the vast and generous plant variety that the country presents. In dentistry the use of medicinal plants is still very recent. In this sense, the present study aims to investigate the knowledge, attitude and practice of dental surgeons, who attend the fourth health region in the state of Rio Grande do Norte, on phytotherapy in clinical practice. The research was carried out from an exploratory and descriptive study. The data collection was done in partnership with the Regional Council of Dentistry (CRO - RN) from a questionnaire structured data collection instrument, with open and closed questions, made available through a questionnaire on the Google Forms platform and sent through the professional email address of the dentists enrolled in the CRO-RN who work in the region, being available for 40 days, from the date of sending, for purposes of response by the dentist. The data were analyzed from the bivariate analysis and the chi-square test. Only 17.7% of the dentists interviewed use or indicate herbal or phytotherapeutic plants; the most indicated species is chamomile (Matricaria chamomilla), to relieve the symptoms of dental eruption in infants, treatment of inflammation, and aid in the healing process. the herbal remedy is Valeriane (Valeriana officinalis L). 91.1% of the interviewees never attended any course on the subject in question, 68.8% are not aware of Resolution No. 082/2008 CFO. It is concluded that the dentists in question make little indication or prescription of medicinal and phytotherapeutic plants during their visits and clinical routine and it is possible that this is due to the lack of knowledge about the subject in question.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8619
Other Identifiers: 20174000680
Appears in Collections:Residência Multiprofissional em Atenção Básica



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.