Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8512
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAlves Filho, Antônio-
dc.contributor.authorPinheiro, Maria Carolina de Melo-
dc.date.accessioned2019-02-04T20:07:48Z-
dc.date.available2019-02-04T20:07:48Z-
dc.date.issued2018-
dc.identifier2014087625pt_BR
dc.identifier.citationPINHEIRO, Maria Carolina de Melo. Motivação e desempenho organizacional: um estudo com operadores de Contact Centers em Natal – RN. 50f. Monografia (Graduação em Administração), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Departamento de Ciências Administrativas, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8512-
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortept_BR
dc.subjectMotivaçãopt_BR
dc.subjectAdministraçãopt_BR
dc.subjectContact centerpt_BR
dc.subjectDesempenho humanopt_BR
dc.titleMotivação e desempenho organizacional: um estudo com operadores de Contact Centers em Natal – RNpt_BR
dc.typebachelorThesispt_BR
dc.description.resumoO desempenho humano tem sido um dos assuntos mais abordados por estudiosos da área de gestão, juntamente com a motivação. Porém, em se tratando de organizações como contact centers estudos são ainda escassos. Os contact centers são conhecidos como organizações cujo o trabalho é estressante, padronizado e altamente controlado e, portanto, manter os colaboradores motivados a apresentarem um bom desempenho pode ser uma tarefa difícil para os colaboradores. Assim, presente pesquisa objetiva entender, sob as óptica dos operadores de atendimento, como a motivação para o trabalho afeta o desempenho desses. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória com 11 operadores que trabalham em contact centers em Natal. Para coleta de dados se fez uso de um roteiro de entrevista estruturada aplicada com 11 operadores. Os principais resultados apontam que o tipo de tarefa se apresenta como fator menos motivador ao bom desempenho, enquanto relacionamento interpessoais e flexibilidade de horários mostra-se como fator mais importante para a busca por esse tipo de organização para ser empregado. Conclui-se os fatores de motivação-desempenho são aspectos intrínsecos, mas que os líderes devem atentar-se mais para o lado humanizado da gestão e não apenas com uma “troca econômica” de favores.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentAdministraçãopt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MotivacaoeDesempenho_Pinheiro_2018.pdf636.76 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.