Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8484
Title: A Repetência Escolar na Perspectiva do Repetente: concepção sobre este fenômeno
Authors: Santos, Eudriano da Silva
Keywords: Repetência Escolar;Fracasso Escolar;Concepção Social
Issue Date: 12-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Eudriano da Silva. A REPETÊNCIA ESCOLAR NA PERSPECTIVA DO REPETENTE: Concepções sobre este fenômeno.2018. 71f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) - Departamento de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Caicó, 2018.
Portuguese Abstract: Este trabalho tem por objetivo analisar a repetência escolar a partir da compreensão de estudantes repetentes de turmas da 5º série, da Escola Pública Padre Francisco Rafael Fernandes, na década de 1990. Para a discussão conceitual sobre o tema recorremos a Ribeiro (1991,1993); Klein (2006); Earp (2010) e Gil (2015) entre outros autores. Também consultamos uma vasta literatura que busca explicitar o fenômeno da repetência como movimento histórico, a exemplo de Romanelli (1978); Patto (1999); Jacomini (2004); Lima e Souza (2014) e outros importantes autores que têm suas contribuições relevantes para o tema. A pesquisa teve abordagem qualitativa, com fundamento em Minayo (2001). Apresentando-se exploratória e documental. O instrumento utilizado na coleta de dados foi a entrevista semiestruturada. As análises foram temáticas, tendo referência na análise de conteúdo (BARDIN, 2002). Este trabalho está dividido em três capítulos: o primeiro diz respeito a trajetória de vida do autor e a conexão com a construção do objeto de pesquisa. No segundo capítulo, trata do percurso histórico e conceitual sobre a repetência escolar no Brasil e a repetência, enquanto sinônimo de fracasso escolar. No terceiro e último capítulo demonstramos as questões encontradas a partir da pesquisa documental ao apresentarmos a catalogação dos estudantes repetentes na 5ª série da Escola Pública Padre Francisco Rafael Fernandes, na década de 1990. Neste mesmo capítulo, fizemos a análise das concepções expressas sobre a repetência pelos três sujeitos entrevistados. Análise feita, constatamos que há pelo menos três concepções que circulam socialmente sobre a repetência. Há uma concepção que compreende que a repetência é um processo natural e individual; outra que entende a repetência como um processo nocivo e negativo ao estudante e uma terceira concepção que diz que a repetência é um processo benéfico ao estudante. No entanto, todos os sujeitos entrevistados convergem quando atribuem ao próprio sujeito a culpa pela repetência escolar em suas vidas.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8484
Other Identifiers: 2014044430
Appears in Collections:CERES - Pedagogia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Arepetênciaescolar_Santos_2018.pdfMonografia1,35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons