Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8471
Title: A importância da gestão documental para as empresas reclamadas em ações judiciais trabalhistas
Authors: Freire, Bruno Duarte
Keywords: Gestão documental;Direito do trabalho;Processo judicial trabalhista
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FREIRE, Bruno Duarte. A importância da gestão documental para as empresas reclamadas em ações judiciais trabalhistas. 41f. Monografia (Graduação em Biblioteconomia), Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Departamento de Ciência da Informação, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Os documentos são importantes fontes de comprovação de defesa ou acusação em processos judiciais trabalhistas. Em um lugar como o Brasil, um dos países que lideram o ranking dos números de ações judiciais trabalhistas abertas por ano, é importante que as empresas mantenham um trabalho de gestão documental eficiente, uma vez que documentos produzidos no ambiente interno possam ser necessários em futuros processos dos quais estejam nas condições de reclamadas. Além disso, as empresas possuem obrigações impostas pela própria legislação brasileira à respeito da preservação de seus documentos, inclusive datando o prazo para guarda deles. É a partir desses fatos que este trabalho busca desenvolver-se. O presente estudo visa relacionar as temáticas de gestão documental com os processos judiciais trabalhistas, analisando também em jurisprudências a presença da prova documental no seu inteiro teor. São utilizadas as decisões proferidas pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região como base para o referido estudo.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8471
Other Identifiers: 2014063329
Appears in Collections:Biblioteconomia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImportanciadaGestao_Freire_2018.pdf873.42 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons