Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/841
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAmaral, Fernando Roberto Cavalcante Bandeira do-
dc.contributor.authorAraújo, Jessica Mesquita de-
dc.date.accessioned2015-02-02T10:23:47Z-
dc.date.available2015-02-02T10:23:47Z-
dc.date.issued2014-06-02-
dc.identifier.citationARAÚJO, Jessica Mesquita de. A análise do orçamento de uma família potiguar comparada à pesquisa de orçamento familiar do IBGE. 2014. 45f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia), Departamento de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.pr_BR
dc.identifier.urihttp://monografias.ufrn.br/handle/123456789/841-
dc.description.abstractEste trabalho tem como objetivo comparar o orçamento de uma família potiguar com a pesquisa de orçamento familiar (POF) realizada pelo IBGE, com o intuito de analisar em quais itens a família gasta acima, abaixo ou igual à média do Brasil nos gastos separados por tipos de despesas relacionadas na POF. A preocupação em fazer um modelo de orçamento familiar para que as finanças possam ser equilibradas é para obter uma vida confortável e com qualidade, pois o equilíbrio financeiro é indispensável para se viver bem. Porém, tem-se a dificuldade de inserir o assunto no dia a dia dos indivíduos, pois, o mesmo não faz parte da educação básica que é recebida na escola, e por isso há muitos adultos leigos quando se trata do assunto de finanças pessoais, gerando endividamento e descontrole financeiro. A metodologia desse trabalho foi um estudo de caso realizado com uma família potiguar com três mulheres, que passam por certas dificuldades financeiras mensalmente. Documentos pessoais e extratos de conta corrente e cartão de crédito foram utilizados para elaborar a relação dos gastos por tipos de despesas e depois compará-los com a pesquisa de orçamento familiar do IBGE. Diante do exposto, foi possível perceber que muitas despesas são geradas desnecessariamente, o que pode ser explicado pelo comportamento de compra do consumidor que vai além do nosso consciente. Comprar e manter hábitos de consumo fora do padrão financeiro da família pode trazer problemas financeiros graves, pois se passa a ter uma preocupação a mais de como liquidar as despesas, recorrendo muitas vezes a empréstimos com juros altíssimos. Dessa forma, concluiu-se que o desequilíbrio financeiro nas famílias muitas vezes não é causado pela falta de proventos, e sim, pela falta do controle e planejamento orçamentário.pr_BR
dc.language.isopt_BRpr_BR
dc.publisherAdministraçãopr_BR
dc.subjectPlanejamento financeiropr_BR
dc.subjectOrçamento familiarpr_BR
dc.subjectEndividamentopr_BR
dc.subjectConsumopr_BR
dc.titleA análise do orçamento de uma família potiguar comparada à pesquisa de orçamento familiar do IBGEpr_BR
dc.typeAnimationpr_BR
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AnaliseDoOrcamento_Araujo_2014Texto completo627,79 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.