Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8408
Title: Preparação e caracterização de compósitos magnéticos com potencial para adsorção de fármacos aniônicos e catiônicos
Authors: Gomes, Danyelli do Nascimento
Keywords: Magnetita;Magnetite;Quitosana;Chitosan;Poli(4-estireno sulfonato de sódio);Poly(4- styrene sulfonate of sodium);compósito;Composite
Issue Date: 13-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: GOMES, Danyelli do Nascimento. Preparação e caracterização de compósitos magnéticos com potencial para adsorção de fármacos aniônicos e catiônicos. 2018. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Bacharelado) - Centro de Ciências Exatas e da Terra, Instituto de Química, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Compósitos orgânicos-inorgânicos compõem uma classe de materiais com grande potencial de aplicação em áreas como na biomedicina e tratamentos de efluentes, onde a fase orgânica pode ser utilizada para adsorção ou liberação de fármacos e compostos poluentes. Além disso, a possibilidade de características magnéticas para certas fases inorgânicas torna estes compósitos próprios ao uso em processos de separação e transporte. No presente trabalho, compósitos magnéticos (CMs) foram obtidos a partir do método de complexação interpolieletrolítica a base de quitosana e o poli(4-estireno sulfonato de sódio)- NaPSS em presença de partículas de magnetita. O CM foi obtido em razão molar rSA (sulfonato/amino) 0,70. Além disso, complexos interpolieletrolíticos (IPEC+), com ausência de magnetita foram preparados, na mesma razão a fim de comparação com o compósito magnético. Os produtos obtidos foram caracterizados por difração de raios X (DRX), espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), analise termogravimétrica (TGA) e medidas de potencial zeta (ζ). Os resultados de FTIR permitiram a identificação de grupos funcionais presentes nos materiais obtidos, comprovando a presença de partículas de magnetita no compósito magnético. Pelo DRX, observou-se que a magnetita manteve-se inalterada quando adicionada na matriz polimérica, mantendo sua fase cristalina, evidenciando um tamanho dos cristalitos entre 12-13 nm. Os valores de potencial zeta indicaram a cargas superficiais positivas para o compósito (CM+). Finalmente, foram realizados ensaios de equilíbrio para monitorar o processo de adsorção de dois fármacos, a tetraciclina e o cromoglicato de sódio, nas partículas do compósito magnético (CM+). A partir das isotermas de adsorção para descrever este processo, os compósitos magnéticos mostraram ser bons adsorventes de fármacos catiônicos e aniônicos.
Abstract: Organic-inorganic polymer composites are materials with considerable potential to use in biomedicine and effluents treatments. The presence of organic groups may be used to adsorb/release drug or pollutants. Moreover, the magnetic properties observed in some inorganic oxides have relevant applicability in separation/transport processes. In the present work, magnetic composites were obtained by interpolyelectrolyte complex method between chitosan and poly (sodium 4-styrenessulfonate)-NaPSS in presence of magnetite nanoparticles. The magnetic composites were obtained with molar ratio rSA (sulfonate/aminium), 0.70. In addition, interpolyelectrolyte complexes with no absence of magnetite were prepared in the same ratios for comparison with magnetic composites. The obtained products were characterized by X-ray diffraction (XDR), Fourier transform infrared spectroscopy (FTIR), thermogravimetric analysis (TGA) and zeta potential (ζ). The results of FTIR allowed the identification of functional groups present in the obtained materials, proving the presence of magnetite particles in the magnetic composite. From the XRD, it was observed that the magnetite remained unchanged when added to the polymer matrix, maintaining its crystalline phase. In addition, the crystallite size of the magnetic composite comprised in a range of 12-13 nm. Zeta potential values indicated positive surface charges for the composite (MC+). Equilibrium assays were performed to monitor the adsorption process of two drugs, tetracycline and sodium cromoglycate, on the particles of the magnetic composite (MC+). Adsorption isotherms have described this process and the magnetic composites have been shown to be good adsorbents of cationic and anionic drugs.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8408
Other Identifiers: 2015027499
Appears in Collections:Química (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_DanyelliN.Gomes (Versão final).pdf2,31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons