Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8390
Title: Caracterização de áreas prioritárias para conservação de Callicebus coimbrai (Primates) na Mata Atlântica nordestina
Authors: Miranda, Alexandre Ribeiro
Keywords: Espécie ameaçada;Análise da paisagem;Primata Neotropical;Hotspot
Issue Date: 22-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MIRANDA, Alexandre Ribeiro. Caracterização de áreas prioritárias para conservação de Callicebus coimbrai (Primates) na Mata Atlântica nordestina. 2008. 41 f. Monografia (Graduação em Ecologia) – Curso de Ecologia, Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O objetivo do estudo foi caracterizar as áreas prioritárias para a conservação de Callicebus coimbrai, também conhecido como guigó de Coimbra-Filho, espécie endêmica da Mata Atlântica nordestina e classificada como em perigo de extinção. Ao todo 12 áreas prioritárias previamente definidas foram analisadas através de métricas de paisagem no programa RStudio. A área dos polígonos de áreas prioritárias variou entre 2.192,77 ha e 120.935,43 ha. O uso do solo dominante, determinando sua cobertura, em todas as áreas prioritárias, com uma exceção, foram agricultura e pastagem. Grande parte (87,93%) dos fragmentos de floresta densa presente nas 12 áreas estudadas são inferiores a 3 ha. Aproximadamente 86,18% dos fragmentos de floresta não apresentaram área nuclear, contendo apenas borda (considerando 90m de borda). Apenas três áreas prioritárias tiveram um total de área nuclear maior que a área de borda dos fragmentos. Polígonos de áreas prioritárias com maior área apresentaram os maiores remanescentes de Mata Atlântica (rs = 0,939; gl = 3; p = 0,001), e menor densidade de fragmentos (rs = -0,664; p = 0,001; gl = 3, resultado para todos os fragmentos). Ao analisar a área dos fragmentos, tanto a mediana (0,27-0,54 ha) quanto a média (2,28-13,5 ha) do tamanho dos fragmentos foram bastante influenciados pelo grande número de fragmentos muito pequenos, estando muito abaixo do estimado para a área de vida da espécie (9,8 e 13,5 ha). Após a exclusão dos fragmentos menores que 3 ha, 97,52% da floresta permaneceu e tanto a mediana (6,21 e 9,18 ha) quanto a média (10,30 e 120,99 ha) dos tamanhos dos fragmentos aumentaram. Apenas 23 fragmentos existentes nos polígonos de áreas prioritárias são de tamanhao igual ou maior a 1.000 ha e estão presentes em apenas metade das áreas prioritárias. As áreas estudadas, historicamente impactadas, se apresentam bastante fragmentadas se comparadas com toda extensão de Mata Atlântica. Por isso são necessárias medidas de urgência para que essas áreas sejam conservadas e também que seja realizado um manejo voltado para a restauração focado na conexão entre os grandes fragmentos, pois esses correspondem a uma pequena porção na paisagem e são essenciais para a conservação de Callicebus coimbrai.
Abstract: The objective of the study was to characterize the priority areas for the conservation of Callicebus coimbrai (known in english as Coimbra´s Titi or guigó de Coimbra-Filho in portuguese), an endangered, endemic species of the Northeastern Atlantic Forest. A total of 12 predefined priority areas were analyzed for landscape metrics in the RStudio program. The area of the priority areas polygons ranged from 2,192.77 ha to 120,935.43 ha. The dominant land use in all priority areas, with one exception, were agriculture and pasture. Most of the dense forest fragments (87.93%) occurring in the 12 studied areas measure less than 3 ha. Approximately 86.18% of the forest fragments had no core area, containing only border (considering a border width of 90 m). Only three priority areas had a total core area larger than the border area of the fragments. Polygons of larger priority areas showed the highest number of Atlantic Forest remnants (rs = 0.939, gl = 3, p = 0.001), and lower fragment density (rs = -0.664, p = 0.001, gl = 3, result for all the fragments). When analyzing the area of the fragments, both the median (ranging from 0.27 ha to 0.54 ha) and the mean (ranging from 2.28 ha to 13.5 ha) of the size of the fragments were strongly influenced by the large number of fragments smaller than the estimated area of life of the species (9.8 ha and 13.5 ha). After exclusion of the fragments smaller than 3 ha, 97% of the forest remained and both the median (ranged between 6.21 ha and 9.18 ha) and the mean (10.30 ha and 120.99 ha) of fragments sizes increased. Only 23 fragments in the polygons of priority areas are equal to 1,000 ha or larger, and are present in only half of the priority areas. Historically, the areas studied are environmentally impacted and very fragmented when compared to the entire Atlantic Forest. For this reason, it is necessary to take urgent measures to preserve these areas and also to carry out a restoration-oriented management focused on the connection of the large fragments, since these correspond to a small portion in the landscape and are essential for the conservation of Callicebus coimbrai.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8390
Other Identifiers: 2012934434
Appears in Collections:Ecologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CaracterizacaoAreasPrioritariasMataAtlantica_Miranda_2018.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons