Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/825
Title: Arquitetura da Guerra: inventário das vilas da Marinha em Natal
Authors: Carvalho, Lorena Petrovich Pereira de
Keywords: II Guerra Mundial;Vilas Militares - II Guerra Mundial;Marinha em Natal;Tipologias Arquitetônicas;Habitação – Casas de Vilas
Issue Date: 2-Dec-2014
Publisher: Arquitetura e Urbanismo
Citation: CARVALHO, Lorena Petrovich Pereira de. Arquitetura da guerra: inventários das vilas da Marinha em Natal. 2014. 120f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo) - Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: A mobilização militar ocorrida em Natal durante a década de 1940, por ocasião da II Guerra Mundial, provocou significativas mudanças na cidade. Os equipamentos e infraestruturas militares, atuaram como elementos catalisadores do crescimento urbano, determinando novos eixos para esse fenômeno. Instalados originalmente em áreas contíguas à malha urbana consolidada à época, observaram a população civil ocupar seus entornos, no desempenho de diversas atividades, de modo que, hoje, os quartéis, vilas e demais equipamentos −permanecendo exatamente onde foram concebidos − encontram-se totalmente inseridos na malha urbana de Natal. Dentre os equipamentos e infraestruturas referidos, encontram-se as primeiras vilas militares da cidade, que datam da década de 1940. Atualmente, esses conjuntos residenciais, apesar do rigoroso sistema de manutenção a que são submetidos, começam a demandar algumas reformulações. Tendo em vista que a expansão das atividades militares e o crescimento da corporação não foram proporcionalmente acompanhados pela ampliação do estoque habitacional, o panorama atual caracteriza-se por um significativo déficit de moradias em vilas. Nesse sentido, a Marinha tem empreendido ações para sanar esse problema e, em consequência, projeta reformular por completo uma de suas vilas residenciais. Diante da perspectiva de substituição das antigas residências por blocos de apartamentos, e tendo compreendido a simbologia agregada ao conceito das vilas militares, realizase o inventário das três vilas residenciais da Marinha em Natal, registrando-se e caracterizando-se as tipologias arquitetônicas encontradas em cada uma delas.
Abstract: A mobilização militar ocorrida em Natal durante a década de 1940, por ocasião da II Guerra Mundial, provocou significativas mudanças na cidade. Os equipamentos e infraestruturas militares, atuaram como elementos catalisadores do crescimento urbano, determinando novos eixos para esse fenômeno. Instalados originalmente em áreas contíguas à malha urbana consolidada à época, observaram a população civil ocupar seus entornos, no desempenho de diversas atividades, de modo que, hoje, os quartéis, vilas e demais equipamentos −permanecendo exatamente onde foram concebidos − encontram-se totalmente inseridos na malha urbana de Natal. Dentre os equipamentos e infraestruturas referidos, encontram-se as primeiras vilas militares da cidade, que datam da década de 1940. Atualmente, esses conjuntos residenciais, apesar do rigoroso sistema de manutenção a que são submetidos, começam a demandar algumas reformulações. Tendo em vista que a expansão das atividades militares e o crescimento da corporação não foram proporcionalmente acompanhados pela ampliação do estoque habitacional, o panorama atual caracteriza-se por um significativo déficit de moradias em vilas. Nesse sentido, a Marinha tem empreendido ações para sanar esse problema e, em consequência, projeta reformular por completo uma de suas vilas residenciais. Diante da perspectiva de substituição das antigas residências por blocos de apartamentos, e tendo compreendido a simbologia agregada ao conceito das vilas militares, realiza-se o inventário das três vilas residenciais da Marinha em Natal, registrando-se e caracterizando-se as tipologias arquitetônicas encontradas em cada uma delas.
The military mobilization occurred in Natal in the 1940s, during II World War, brought significant changes in the city. The military equipment and infrastructure, acted as enablers of urban growth, determining new routes for this phenomenon. Originally set up in adjacent areas at the time the consolidated urban grid, observed civilians occupy their surroundings, in the performance of different activities, so that, today, the barracks, military towns and other equipment -being exactly where they were conceived - are fully inserted into the Natal's urban area. Among the equipment and infrastructure referred to, are the first military towns of the city dating from the 1940s. Currently, these residential complexes, despite the rigorous system maintenance they undergo, require some adjustments. Given that the expansion of military activities and the growth of the corporation were not proportionally accompanied by the expansion of the housing stock, the current situation is characterized by a significant shortage of housing in villages. Accordingly, the Navy has undertaken actions to remedy this problem and, consequently, designing completely redesign one of its townships. Faced with the prospect of replacing the old residences of blocks of flats, and having understood the concept of aggregate military symbology villages, carried out the inventory of three residential villages Navy in Natal, recording and characterizing the architectural typologies found in each of them
Description: Participaram da banca examinadora: Profº Dr. George Alexandre Ferreira Dantas, Prof. Dra. Edja Bezerra Faria Trigueiro e a arquiteta Amanda Kellen Silva de Medeiros .
URI: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/825
ISSN: 2010033884
Appears in Collections:Arquitetura e Urbanismo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ArquiteturaVilasMarinha_Carvalho_2014.pdfArquivo completo19.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.