Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8179
Title: Imunoexpressão do CD34 e COX2 em Granulomas Piogênicos Orais
Other Titles: Immunoexpression of CD34 and COX2 in Oral Piogenic Granulomas
Authors: Lucena, Igor José Apolinario Ferreira
Keywords: Granuloma Piogênico;Piogenic Granuloma;Angiogênese Patológica;Pathological Angiogenesis;Antígenos CD34;Cicloxigenase 2;CD34 Antigens;Cyclooxygenase 2
Issue Date: 2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LUCENA, Igor Jose Apolinario Ferreira. Imunoexpressão do CD34 e COX2 em granulomas piogênicos orais. 2018. 58 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Odontologia) - Departamento de Odontologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O granuloma piogênico oral (GPO) consiste numa lesão reacional frequente cujo surgimento está comumente associado à presença de fatores irritantes locais. A angiogênese e a inflamação estão envolvidos em seu desenvolvimento, porém, sua etiopatogenia ainda não está completamente esclarecida. Realizou-se uma análise da imunoexpressão do CD34 e COX2, marcadores utilizados no estudo de angiogênese e inflamação, respectivamente, correlacionando-se esta expressão com as características morfológicas (epitélio, fibrose e infiltrado inflamatório) dos GPs. Foram selecionados 49 casos de GP, divididos em subtipos histológicos, 25 casos de GP lobulado (GPL) e 24 casos de GP não-lobulado (GPNL). Para análise do CD34 foram escolhidas cinco áreas “hot spot”, de onde foram selecionados dois campos, em que foi realizada a contagem das células positivas e feito uma média. A avaliação da imunoexpressão da COX foi por meio de uma análise semi-quantitativa em 5 campos selecionados. Para todas as avaliações foram considerados valores significativos com p<0,05. Em GPL, houve predomínio do epitélio ulcerado com infiltrado inflamatório leve e fibrose moderada/intensa, já nos GPNL verificou-se o epitélio acantótico com infiltrado inflamatório moderado e fibrose leve. Em relação a expressão do CD34, os maiores índices angiogênicos foram atribuídos ao subtipo histológico do GPL, em lesões com menor intesidade do infiltrado inflamatório. Quanto a expressão da COX2 houve maior freqüência de escore 1 e 2 nos casos de GPL e GPNL. Não houve correlação positiva entre a angiogênese e a COX2, p (<0, 004). Sugere-se que esses dois processos participam da patogênese do GP, porém não necessariamente sinergicamente
Abstract: Oral pyogenic granuloma (GP) consists of a frequent reaction lesion whose appearance is commonly associated with the presence of local irritating factors. Angiogenesis and inflammation are involved in its development, however, its etiopathogenesis is still not fully understood. An analysis of the immunoexpression of CD34 and COX2, markers used in the study of angiogenesis and inflammation, respectively, correlating this expression with the morphological characteristics of GPs. Forty nine GP cases were selected, divided into histological subtypes, 25 cases of lobular capillary hemangioma (LCH) and 24 cases of non-LCH. Subsequently, the morphological characteristics of GPs were evaluated. For the analysis of CD34, five hot spot areas were chosen, from which two fields were selected, in which the positive cells were counted and a mean was taken from these values. The evaluation of the COX immunoexpression was by means of a semi-quantitative analysis in five selected fields. For all evaluations, significant values were considered with p <0.05. In LCH, there was predominance of ulcerated epithelium with mild inflammatory infiltrate mod./intense, whereas in the non-LCH the acanthotic epithelium was observed with moderate inflammatory infiltrate and mild fibrosis. Regarding the expression of CD34, the highest angiogenic indices were attributed to the histological subtype of LCH, in lesions with less inflammatory infiltrate. Regarding the expression of COX2, there was a higher frequency of scores 1 and 2 in the cases of LCH and non-LCH. There was no positive correlation between angiogenesis and inflammation, p (<0.004). It is suggested that these two processes participate in the pathogenesis of GP, but not necessarily synergistically
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8179
Other Identifiers: 2014092581
Appears in Collections:Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC HOMOLOGADO IGOR LUCENA.pdf2.23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons