Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8175
Title: Avaliação de catastrofização, cinesiofobia, probabilidade de cochilar e funcionalidade de três grupos distintos de pacientes reumáticos.
Authors: Medeiros, Aíla Poliana Santos de
Keywords: Fibromialgia;Artrite Reumatoide;Bursite
Issue Date: 5-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: MEDEIROS, Aíla Poliana Santos de. Avaliação de catastrofização, cinesiofobia, probabilidade de cochilar e funcionalidade de três grupos distintos de pacientes reumáticos. 2018. 27 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Santa Cruz, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: A fibromialgia (FM) é uma doença caracterizada por dor crônica generalizada, hiperalgesia e baixo limite de dor, sendo de etiologia pouco conhecida e uma das condições reumáticas mais frequentes. A forma clínica mais comum da artrite reumatoide (AR) é a poliartrite de pequenas e grandes articulações de maneira crônica destrutiva, podendo levar à limitação funcional. A bursite de ombro (BO) é uma inflamação dolorosa que ocorre na bursa do ombro e se caracteriza com episódios de quadros álgicos do tipo miofascial, acometendo os membros superiores e a região da cervical. Objetivo: Avaliar e comparar a catastrofização, cinesiofobia, probabilidade de cochilar e funcionalidade de indivíduos com artrite reumatoide, fibromialgia, e bursite de ombro. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional descritivo do tipo transversal, com abordagem quantitativa. Foram avaliados dez indivíduos com artrite reumatoide, dez com bursite de ombro e dez com fibromialgia através da aplicação de 3 questionários e 2 testes funcionais. Ao todo, participaram do estudo 30 pacientes selecionados por conveniência na Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí, localizada no município de Santa Cruz/RN, com idades entre 26 a 71 anos. Resultados: A maior parte das variáveis sociodemográficas não apresentam características significativas com relação à idade, à escolaridade, e ao tempo de diagnóstico. Porém, a variável índice de massa corporal (IMC) indica associação significativa entre os grupos de AR e FM. A maioria das variáveis dos grupos analisados não apresentam características significativas como o Timed Up and Go (TUG), escala de sonolência de EPWORTH e a escala de cinesiofobia Tampa Scale for Kinesiophobia (TSK) e no domínio de atividade física do questionário Fear Avoidance Beliefs Questionnaire (FABQ). As demais variáveis apresentaram características significativas com relação ao Teste de Caminhada de 6 Minutos (TC6) e quanto ao domínio de trabalho do questionário Fear Avoidance Beliefs Questionnaire (FABQ). Conclusão: Pode-se observar que indivíduos com artrite reumatoide obtiveram menores índices quanto a funcionalidade. Ao que se refere a cinesiofobia, indivíduos com fibromialgia e bursite de ombro obtiveram maiores escores, porém, indivíduos com fibromialgia possuem maiores escores quanto a possibilidade de cochilar.
Abstract: Introduction: Fibromyalgia (FM) is a disease characterized by generalized chronic pain, hyperalgesia and low pain limit, being of little known etiology and one of the most frequent rheumatic conditions. The most common clinical form of rheumatoid arthritis (RA) is polyarthritis of small and large joints in a chronic destructive manner, which may lead to functional limitation. Shoulder bursitis (BO) is a painful inflammation that occurs in the shoulder bursa and is characterized by episodes of myofascial pain, affecting the upper limbs and the cervical region. Objective: To evaluate and compare the catastrophization, kinesiophobia, probability of dozing and functionality of individuals with rheumatoid arthritis, fibromyalgia, and shoulder bursitis. Methodology: This is a descriptive observational cross-sectional study with a quantitative approach. Ten individuals with rheumatoid arthritis, ten with shoulder bursitis and ten with fibromyalgia were evaluated through the application of 3 questionnaires and 2 functional tests. In all, 30 patients selected for convenience at the Physiotherapy School Clinic of the Faculty of Health Sciences of Trairí, located in the municipality of Santa Cruz / RN, aged 26 to 71, participated in the study. Results: Most sociodemographic variables do not present significant characteristics in relation to age, schooling, and time of diagnosis. However, the variable body mass index (BMI) indicates a significant association between the RA and FM groups. Most of the variables in the analyzed groups do not present significant characteristics such as Timed Up and Go (TUG), EPWORTH sleepiness scale and the Tampa Scale for Kinesiophobia (TSK) kinesiophobia scale and in the physical activity domain of the Fear Avoidance Beliefs Questionnaire Questionnaire (FABQ). The other variables presented significant characteristics in relation to the 6-Minute Walk Test (TC6) and to the work domain of the Fear Avoidance Beliefs Questionnaire (FABQ) questionnaire. Conclusion: It can be observed that individuals with rheumatoid arthritis had lower indexes regarding functionality. Regarding kinesiophobia, individuals with fibromyalgia and shoulder bursitis obtained higher scores, however, individuals with fibromyalgia have higher scores regarding the possibility of dozing.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8175
Other Identifiers: 2014049642
Appears in Collections:Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliação de catastrofização, cinesiofobia, probabilidade de cochilar e funcionalidade de três grupos distintos de pacientes reumáticos.pdf
Restricted Access Until 2020-12-31
O artigo será submetido para publicação na revista Terapia Manual.
1,37 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons