Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8162
Title: Respostas auditivas de estado estável nas frequências de 2000Hz e 4000Hz em indivíduos adultos
Authors: Costa, Isaura Ruth Vieira da
Keywords: Potenciais evocados auditivos;Audiometria;Adultos
Issue Date: 23-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: COSTA, Isaura Ruth Vieira da. Resposta auditiva de estado estável para frequências de 2000Hz e 4000Hz em indivíduos adultos. 2018. 49 p. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fonoaudiologia. Natal, RN, 2018.
Portuguese Abstract: A associação entre os procedimentos da bateria audiológica básica e da Resposta Auditiva de Estado Estável tem demonstrado boa correlação na determinação dos limiares audiológicos. Objetivos: descrever as respostas auditivas de estado estável em adultos nas frequências de 2000Hz e 4000Hz, comparar limiares da audiometria tonal limiar (ATL) e da resposta auditiva de estado estável (RAEE) em indivíduos com audição normal nas frequências de 2000 e 4000Hz; determinar fator de correção a ser utilizado na RAEE para predição de limiares na ATL e RAEE, e correlacionar os limiares auditivos comportamentais e eletrofisiológicos nas frequências de 2000 e 4000Hz obtidos por meio do equipamento da RAEE (Intelligent Hearing Systems) e audiometria. Metodologia: Foram avaliados oito indivíduos de ambos os gêneros. Estes foram submetidos a: ATL, medidas de imitância acústica (timpanometria e pesquisa dos reflexos acústicos), emissões otoacústicas evocadas (transiente e produto de distorção), potencial evocado auditivo de tronco encefálico e RAEE. Resultados: o maior limiar eletrofisiológico foi encontrado na frequência de 4000Hz. A maior diferença entre limiares foi observada na comparação da RAEE eletrofisiológica com a RAEE comportamental. Observou-se correlação entre limiares da ATL e da RAEE especialmente na frequência de 2000Hz. Não houve correlação entre os limiares eletrofisiológicos e comportamentais da RAEE entre si. Houve correlação entre limiares da ATL e da RAEE comportamental. Conclusão: a RAEE (nas duas condições) pode ser considerada um instrumento válido para avaliação de indivíduos com audição normal, necessitando de maior refinamento na técnica, estabelecendo dados normativos para a aplicação da RAEE na rotina clínica.
URI: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8162
Other Identifiers: 2015075988
Appears in Collections:Fonoaudiologia



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons