Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8097
Title: A ética da responsabilidade e a questão da finitude humana
Other Titles: The ethic of responsibility and the question of human finitude
Authors: Cruz, Everton Lima da
Keywords: Ética da responsabilidade.;Finitude humana.;Progresso tecnológico.;Prolongamento da vida.
Issue Date: 4-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CRUZ, Everton Lima da. A ética da responsabilidade e a questão da finitude humana. Natal: UFRN, 2018, 51f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Filosofia) – Centro de Ciências Humanas Letras e Artes, Departamento de Filosofia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O presente trabalho discute a questão da finitude humana sob a ótica da filosofia ética de Hans Jonas. Discorre sobre a questão da técnica, tomada como marco da insuficiência da ética tradicional e como ponto de partida para a elaboração de um novo acervo teórico capaz de lidar com as dificuldades trazidas pelo desenvolvimento tecnológico. Compara a moral fundada na responsabilidade para com as gerações posteriores com as concepções tradicionais, sobretudo a kantiana, objetivando distinguir até que ponto a ética jonasiana as substitui ou complementa. Investiga os fundamentos metafísicos da ética da responsabilidade e as soluções apresentadas para a questão da compulsoriedade da preservação do homem. Desenvolve a concepção de vida humana legítima, sistematizando alguns dos seus aspectos. Discute o problema da finitude humana e da moralidade da busca pelo prolongamento indefinido da vida, contrastando os argumentos propostos por Jonas favoráveis a que a existência orgânica tenha um termo com as principais objeções formuladas pelos seus críticos. Pondera a questão sob o ponto de vista cultural e evolutivo, visando a determinar até que ponto a relação do homem com a técnica não seria uma marca do processo evolutivo humano.
Abstract: The present work discusses the question of human finitude under Hans Jonas’s ethical philosophy optics. Expatiates about the question of technique, taken as mark of the traditional ethic’s insufficiency and as start point for the elaboration of a new theoretical heap capable of deal with the difficulties bring by technological development. Compares the moral based on the responsibility towards the posterior generations with traditional conceptions, especially the Kantian, objectifying to distinguish how far Jonas’s ethics replaces them or complements them. Investigates the metaphysics fundamentals of responsibility ethics and the solutions showed for the question of man’s preservation compulsoriness. Develops a legit human’s life conception, systematizing some of its aspects. Discuss the problem of human’s finitude and of the morality of search for undefined life’s elongation, contrasting the arguments proposed by Jonas, favourable to organic existence having a term, with the main objections formulated by its critic. Ponders the question under an evolutive and cultural point of view, aiming to determine how far the relation of the man with the technique would not be a mark of the evolutive process.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/8097
Other Identifiers: 2016003929
Appears in Collections:Filosofia (bacharelado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
A Ética da Responsabilidade e o Problema da Finitude Humana.pdfAeticadaresponsabilidade_Cruz_2018448,91 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons