Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/handle/123456789/8055
Title: Contribuição ao estudo do trabalho do/a assistente social com famílias no Brasil
Authors: Penha, Amanda Priscylla Diogo
Keywords: Serviço social;Famílias;Trabalho social com famílias;Identidade profissional
Issue Date: 30-Nov-2018
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: PENHA, Amanda Priscylla Diogo. Contribuição ao estudo do trabalho do/a assistente social com famílias no Brasil. 2018. 90f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Serviço Social), Departamento de Serviço Social, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O Serviço Social brasileiro, desde sua gênese, tem tido o trabalho social com famílias como importante dimensão de sua ação profissional, seja essa ação realizada em espaços socio-ocupacionais onde se executem políticas sociais, expressa majoritariamente em atendimentos diretos, seja ela, a partir da maturidade intelectual da profissão, materializada no monitoramento, avaliação e discussão dessas políticas sociais, as quais na atualidade se baseiam na centralidade familiar, processo esse que é marcado por contradições. No entanto, a profunda transformação ética, teórica e política que ocorreu no interior da profissão especialmente durante década de 1980, ao passo que possibilitou que o Serviço Social vivenciasse extraordinários avanços, teve como consequência indesejável a catalisação de dificuldades na apreensão de “famílias” enquanto objeto de estudo, uma vez que, a priori, classificou-se essa matéria como essencialmente tradicionalista e subjetivista, deixando-se seu estudo a cargo de outras categorias profissionais. Como efeito desse movimento, o assistente social atualmente tem enfrentado dificuldades para realizar suas ações profissionais com famílias, sendo essas ações perpassadas muitas vezes por senso comum ou subsídios teóricos difusos e diversos da produção teórica do Serviço Social, o que viabiliza, inclusive, a distorção da identidade profissional. Entendemos que uma motivação importante para que tal panorama se coloque é o fato de que o trabalho social com famílias não é suficientemente abordado nos espaços de discussão da profissão, sendo necessário realizarmos um movimento de resgate dessa matéria a partir dos subsídios teóricos incorporados ao Serviço Social nas últimas décadas. Nessa direção, o presente trabalho tem como objetivo geral contribuir para a consolidação de uma ação profissional qualificada por parte do assistente social com famílias no Brasil, isto é, alinhada a nosso projeto ético-político e competente no sentido da garantia de direitos sociais à população. Os objetivos específicos se constituíram em compreender a concepção de famílias, a qual mais se aproxima de nosso projeto ético-político, analisar como a profissão historicamente foi fundada e se consolidou no Brasil, além da maneira como o profissional do Serviço Social no passado executou ações com famílias, e, por fim, investigar como nossa categoria tem lidado com o trabalho social com famílias na atualidade. Para tal utilizamos de pesquisa bibliográfica e análise documental das legislações profissionais as quais orientam o Serviço Social em suas intervenções. Chegou-se à compreensão que embora nossa legislação nos forneça subsídios fundamentais para o trabalho junto a famílias, dada a pertinência do tema, faz-se necessário aliar a isso uma acentuação dos estudos acerca de trabalho social com famílias, através do fomento de disciplinas, projetos de pesquisa, ações de extensão e debates no interior da categoria profissional.
Abstract: Brazilian Social Work, since its foundation, has had family work as an important dimension of its professional praticals, whether this praticals carried out in workplaces where social policies are implemented, expressed mainly in direct practice, or, from intellectual maturity of Brazilian Social Work, materialized in monitoring, evaluation and discussion of these social policies, which, at present, are based on family centrality, a process marked by some inconsistencies. However, the profound ethical, theoretical and political transformation that took place within the profession especially during the 1980s, while allowing Brazilian Social Work to experience extraordinary advances, had the undesirable consequence of catalyzing difficulties in apprehending "families" as object of study, since, a priori, this was classified as essentially traditionalist and subjectivist, leaving it to be studied by other professional categories. As a result of this movement, social worker has now encountered difficulties in carrying out their professional activities with families, often drawing on common sense or diffuses theoretical subsidies, different from the theoretical production of Brazilian Social Work, which also makes possible the distortion of professional identity. We understand that an important motivation for such a scenario is the fact that social work with families is not sufficiently addressed in discussion spaces of profession, and it is necessary to carry out a rescue movement of this subject from the theoretical subsidies incorporated into Social Work in decades. In this direction, this research monograph aims to contribute to the consolidation of a qualified professional action by social worker with families in Brazil, that is, aligned with our ethical-political project and competent in the sense of guaranteeing social rights to population. The specific objectives were to understand the conception of families which is closer to our ethical-political project, to analyze how the profession was historically founded and consolidated in Brazil, as well as the way in which social workers in past have carried out actions with families, and finally, to investigate how our professional category faces work with families today. For this end, we use bibliographical research and document analysis of professional legislation which guide Social Work in its interventions. It was understood that although our legislation provides us with fundamental subsidies for working with families, given the pertinence of theme, it is necessary to combine this with an emphasis on studies on work with families, through the promotion of disciplines, research projects, university extension courses and debates within the professional category.
URI: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/8055
Other Identifiers: 2014087189
Appears in Collections:Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Contribuicaoaoestudo_Penha_2018.pdf909.46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons