Please use this identifier to cite or link to this item: http://monografias.ufrn.br/jspui/handle/123456789/800
Title: Boca a boca eletrônico positivo: motivos que influenciam sua prática nas redes sociais
Authors: ANDRADE, Camila de Albuquerque
Keywords: Comunicação boca a boca positiva;Redes sociais;Identificação do consumidor com a empresas;Bares e restaurantes
Issue Date: Jun-2014
Publisher: Administração
Citation: ANDRADE, Camila de Albuquerque. Boca a boca eletrônico positivo: motivos que influenciam sua prática nas redes sociais. 2014. 64f. Trabalho de Conclusão de Curso (Monografia) – Departamento de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Abstract: A internet modificou os paradigmas da relação entre a empresa e seus consumidores, transformando-os também em emissores de informações. Sendo assim, a comunicação boca a boca ganha nova dimensão, principalmente através das redes sociais, onde os usuários podem opinar sobre diversos assuntos, inclusive empresas, seus produtos e serviços. O alcance da informação divulgada na rede ultrapassa o âmbito familiar e de amizade, por estar acessível em qualquer lugar do mundo. Considerando o cenário de serviços, esta pesquisa busca verificar quais motivos levam o consumidor a praticar a comunicação boca a boca positiva de bares e restaurantes nas redes sociais. Para isso, a pesquisa foi realizada com usuários do Facebook, por meio da aplicação de questionários online, que possuíam 12 questões e que resultaram em 264 respostas válidas. A pesquisa tem caráter quantitativo e utilizou de técnicas de estatística descritiva, com análises univariadas e bivariadas. A análise estatística mostra que o Facebook é a rede mais utilizada com a finalidade de publicar recomendações sobre bares e restaurantes. Além disso, apesar de todas as variáveis testadas quanto aos motivos que levam ao comportamento de recomendação terem recebido alto grau de concordância, algumas variáveis relacionadas à sua prática não se confirmaram, sendo elas “eu raramente perco a oportunidade de falar para os outros sobre esse bar/restaurante”, “eu falo mais desse bar/restaurante do que de qualquer outro bar/restaurante” e “eu falo dele para os outros com uma certa freqüência”. Por outro lado, ficou evidente que nenhuma variável do constructo identificação consumidor-empresa influencia no comportamento de recomendação.
Description: Participaram da Banca Examinadora os Professores Luiz Augusto Machado Mendes Filho (UFRN) e Adrianne Paula Vieira de Andrade (UFRN).
URI: http://monografias.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/800
Appears in Collections:Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CamilaAA_Monografia.pdfTexto completo1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.